Sábado, 20 de Abril de 2019
publicidade
1.gif
publicidade
publicidade

Vida

‘Alquimia Arte Culinária’ chega a Manaus para ensinar a arte da cozinha com toque amazônico

Nova escola de gastronomia será lançada nesta quarta-feira (18), com presença do chef Fábio Barbosa. O objetivo é estudar gastronomia amazônica


18/12/2013 às 15:35

Três chefs estiveram no tradicional Mercado Municipal Adolpho Lisboa na tarde desta terça-feira (17) para comprar ingredientes que, com uma “pitada” de talento, se transformam em pratos a serem servidos no lançamento da Alquimia Arte Culinária. Juntos, Fernando Matos, Rogério Caliri e Fábio Barbosa irão dar um aperitivo de como funcionará a escola de gastronomia focada em ensinar a qualquer interessado - experiente ou não - a arte e alquimia que é cozinhar.

O coquetel de lançamento acontece no Morada Buffet (Rua EG, conjunto Morada do Sol, Aleixo, Zona Centro-Sul) e será apenas para convidados. A ocasião, no entanto, marca o ponto de partida da empreitada, que irá funcionar no local em comento a partir do ano que vem. Assim que atingir um número considerável de alunos por mês, muda-se para a sede localizada na Rua Salvador, anexo à FGV/ Faculdade Martha Falcão. A partir de amanhã, o site da escola será alimentado com todas as informações acerca de início das aulas, horários, turmas e valores.

O chef Fábio Barbosa, do restaurante La Mar de São Paulo, veio como convidado para o lançamento da Alquimia Arte Culinária. Amazonense especialista em culinária peruana, Barbosa é o responsável pelo prato de entrada a ser servido hoje: tiradito de tucunaré com quinoa negra e molho de laranja com pimenta murupi. Fernando Matos e Rogério Caliri estão encarregados do prato principal, um filé de pirarucu com crosta de farofa de castanha acompanhado de pirão de tucupi, e Fernando por si orquestra a sobremesa: pavê de panetone rechado com doce de leite e nozes. As três receitas poderão ser degustadas pelos convidados.

De acordo com Fernando Matos, sócio proprietário e idealizador da Alquimia Arte Culinária ao lado de Rogério Caliri, as turmas serão formadas de acordo com o grau de experiência dos alunos na cozinha. As aulas, ministradas por professores especializados em diferentes vertentes gastronômicas para garantir a variedade. “Pode se inscrever desde o mais experiente até aquela pessoa que não sabe nem fritar ovo”, brinca, exemplificando a abrangência da ideia.

Ingredientes ‘coringa’

Graças ao reconhecimento dos chefs envolvidos, a implantação da Alquimia Arte Culinária já gerou bastante burburinho na cidade e tem atraído a atenção de diversos alunos em potencial. Por isso, Fernando Matos adianta que está tentando organizar uma aula ainda este ano com o tema “comidas de fim de ano”. De qualquer forma, para os mais apressados, Matos adianta alguns ingredientes-curinga que se deve ter na cozinha para garantir receitas gostosas e versáteis.

“Macarrão, arroz para risoto - porque depois que aprende a fazer risoto, ele pode ser tanto um acompanhamento como um prato principal; o próprio arroz, creme de leite e ovos. São coisas que não estragam fácil e englobam vários pratos”, diz. De qualquer forma, os pretensos alunos podem ter uma certeza: a arte e alquimia da cozinha é um mundo que pode ir muito além do arroz com feijão.

publicidade
publicidade
SEC oferece 'Vivências de Regência de Ópera' para alunos da UEA
Bolsonaro e Paulo Guedes se contradizem ao falar sobre Zona Franca de Manaus
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade

publicidade
publicidade

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.