Publicidade
Entretenimento
CELEBRAÇÃO

Alvorada do Garantido encerra a ‘Agenda Vermelha’ nesta segunda-feira (30)

A festa entra pela noite adentro terminando no alvorecer do dia seguinte, em frente à Catedral de Parintins 29/04/2018 às 18:47
Show garantido
Foto: Divulgação
acritica.com Manaus (AM)

O boi Garantido realiza, na noite desta segunda-feira (30), a Alvorada 2018, o maior evento de rua realizado pela Associação Folclórica durante o ano. A saída do boi pelas ruas da cidade  finaliza uma agenda de muitas realizações que acabou sendo batizada de agenda vermelha. A Alvorada foi declarada em dezembro do ano passado como Patrimônio Cultural Imaterial do Amazonas e, mais uma vez, deve reunir milhares de pessoas em Parintins.

Tradição iniciada pelo fundador do Garantido, Lindolfo Monteverde, o evento homenageia o santo padroeiro do Boi, São José Operário, bairro onde nasceu o Garantido. A festa entra pela noite adentro terminando no alvorecer do dia seguinte, em frente à Catedral de Parintins. Daí o nome Alvorada.

A programação da festa começa ainda na Cidade Garantido, às 19h30, com a Banda Miscigenação. Depois, estão previstos para se apresentar os Grupos Ajuri e Toada de Roda, que devem levar convidados como Patrick Araújo, Gilson Matos, P.A. Chavez e Salomão Rossi. A multidão deve sair pelas ruas de Parintins a 1h30 com final previsto para as 5h já na praça da Catedral de Nossa Senhora do Carmo, no Centro de Parintins.

Início das celebrações

A Semana Vermelha começou pra valer na sexta-feira (27) com o início do pagamento dos salários de  artistas de cerca de 300 trabalhadores dos setores: Galpão de Alegorias, Imprensa, Administrativo, Limpeza, Artistas de Ponta, Tribal, Elétrica, Garantido Show, Batucada, Comando, Eventos e Itens. “É um compromisso nosso, dessa diretoria, fazer o nosso trabalhador recebe o pagamento em dia, além de tocarmos o projeto de arena”, disse o presidente do Garantido, Fábio Cardoso.

No sábado (28), o Garantido inaugurou o Centro Administrativo Raúl Goes. Dotado de sala de reunião, escritório, auditório, galeria de troféus e de ex-presidentes, o centro tem por objetivo dar melhores condições de trabalho para o pessoal do setor administrativo e, em particular, a Comissão de Artes do Boi. O espaço, localizado na Cidade Garantido (Parintins) já existia, tendo apenas sido reformado dotando de maior estrutura para quem trabalha fixo na sede do Boi.

“Nós trabalhamos com criação e ter maior estrutura e conforto reflete positivamente no nosso trabalho, por isso essa nova fase do Garantido é muito importante para o projeto deste ano”, diz Edwam Oliveira, presidente da Comissão de Artes do Garantido.

Ainda no sábado, a Batucada fez um grande ensaio geral com a presença dos itens individuais. As toadas 2018 foram executadas mostrando a evolução dos batuqueiros. “A partir de agora, o trabalho vai ser repassar as toadas e verificar detalhes. Vamos aumentar a sincronia com o pessoal da Batucada e Manaus e, cada vez, garantir uma grande apresentação na arena (do Bumbódromo)”, avalia Ivoney Sopa, um dos coordenadores musicais da Batucada.

Neste domingo (29), a Cidade Garantido ficou lotada com a feijoada dos batuqueiros. O evento, projetado para 1,5 mil pessoas, teve todas as camisas que davam direito à refeição vendidas tendo obrigado a coordenação a disponibilizar ingressos na última hora. A feijoada foi destinada à obtenção de recursos que irão ajudar o boi na confecção das fantasias e na compra de peças de reposição dos instrumentos.

Na estimativa de custos para este ano é de que a Batucada gaste cerca de R$ 60 mil para as apresentações das três noites. “Nós vamos fazer a prestação de contas para todos os batuqueiros e sócios e tenho a certeza de que essa união, que foi fundamental para realização de um evento como esse, vai ter um resultado na arena que será o título de campões do festival deste ano”, disse Rodrigo Brasileiro, coordenador administrativo da Batucada.

 

Publicidade
Publicidade