Publicidade
Entretenimento
Vida

Amazonense abala Paris e arrasa no mundo da moda

 Todas as roupas de grifes como Lanvin, Paco Rabanne e Anthony Vacarello são feitas no corpo de Suelen P. Collins, nascida em Manaus 13/10/2013 às 16:13
Show 1
A vida de uma "modelo de cabide" é muito intensa: começa às 10h e não tem hora para acabar
Célio Jr. Manaus (AM)

O  sonho de uma menina nascida em Manaus tornou-se grandioso, glamouroso e de dar inveja a qualquer um. Ela simplesmente é desejada pelos maiores estilistas de Paris. E não é por menos: o lindo e esguio corpo de Suelen Pinho Collins serve de modelo para a confecção de todas as roupas de Paco Rabanne, Anthony Vacarello e Lanvin. 

Com seus 55 quilos distribuídos em 1,79m, a moça conquistou Paris e o coração do DJ franco americano Anthony Collins e hoje se prepara para novas aventuras: está de mudança para Nova York no final do ano. Mas, para a surpresa de todos, deixará o mundo da moda, ao qual se dedica há duas décadas, para se entregar ao delicioso universo da gastronomia.

“Quero continuar meus estudos gastronômicos para poder, em breve, abrir meu próprio restaurante”, enfatiza a beldade. Em Paris ela faz cursos de culinária na “École de Cuisine Alain Ducasse e Chez Cuisine Attitude”, mas pretende também fazer cursos na Itália e  na Espanha para poder elaborar um cardápio bem rico em sabores.

Mundo afora

Suelen saiu muito cedo de Manaus e já viajou e viu muita coisa. “Amo NY, Paris e a Grécia, mas gosto muito da simplicidade e um dos lugares mais lindos que já vi até hoje foi Jericoacoara, no litoral do Ceará”.

Atualmente, a vida da modelo continua sendo muito corrida, pois se divide em  vários trabalhos. “Meu cotidiano em Paris é trabalhar com Paco Rabanne e Anthony Vacarello, que é um grande amigo meu. É corrido demais, pois tenho muito trabalho, além de cuidar de casa, fazer cursos de gastronomia e vários jantares com as minhas amigas que amo tanto”.

Modesta e dona de uma simplicidade, Suelen diz que não é  uma pessoa que vive em função de beleza. “Vivo minha vida normalmente. Me divirto o máximo que posso. Para mim, a melhor dica de beleza é viver com o mínimo de stress”.  

Para manter a forma, ela tenta caminhar o máximo possível e sempre que tem um tempinho faz um pouco de cárdio com corrida ou bicicleta. Adota uma  alimentação normal e come de tudo. Só não gosta muito de refrigerantes e não come pimentão. “Amooooo comer, principalmente doces!”. Fica a dica!

Sucesso

O cotidiano parisiense de Suelen permite que ela curta as amigas, faça compras e aproveite o máximo das belezas que a cidade oferece.  Ela dá dicas preciosas sobre os ambientes que estão bombando por lá:  “Le Fantome”, que é restaurante e club, mas que  pode ir para um drink. O “Le Silencio”, que é um club super na moda. E o “Le Baron”. “Mas a lista é grande, afinal estamos falando de Paris!”, avisa.

A amazonense revela sua fórmula  para fazer tanto sucesso e enfatiza que é preciso correr atrás do que você quer e não ficar esperando milagres acontecerem. Nunca se abalar pelos obstáculos que aparecem em seu caminho e sempre seguir em frente com a cabeça erguida.

E é desse jeito que ela se prepara para uma nova fase de sua vitoriosa vida. Quando questionada sobre por que trocar Paris por Nova York, ela tem uma resposta na ponta da língua:

“Meu marido é franco americano e tem que ir sempre pra NY por causa do trabalho. Como já faz 16 anos que eu moro aqui, quero mudar de ar e viver coisas novas e me aproximar mais de Manaus e das minhas raízes, mas estarei sempre de passagem por Paris e é claro que meu verão será sempre na Europa”.

Como tudo começou

Suelen P. Collins, modelo:

 “Tudo começou  como uma brincadeira com um grande amigo meu, Silvio Giorgio.  A gente sempre dizia que iríamos embora de Manaus juntos. Tempos depois, mudamos para São Paulo. Fiquei lá por dois anos e me mudei para Paris, onde vivo há 16 anos. No carnaval de 1998 fui para o Rio e lá conheci um grande amor, o Dj Wild, que é francês e por ele eu vim pra Paris. Comecei a trabalhar na Christian Lacroix, depois, desfilei para  Yves Saint Laurent e vieram a Lanvin,  Paco Rabanne e Anthony Vaccarello. Estou me preparando para mudar, no fim do ano para Nova York, onde pretendo continuar meus estudos de gastronomia e realizar meu sonho de ter meu restaurante."

Publicidade
Publicidade