Publicidade
Entretenimento
TV

Amazonense participa da disputa do 'Cozinheiros em Ação', exibido pelo GNT

Radicado em Roraima, Beto Bellini é um dos 12 concorrentes do reality comandado por Olivier Anquier 03/09/2016 às 20:33 - Atualizado em 04/09/2016 às 08:44
Show betobellini web
O candidato aposta na simplicidade e na criatividade característica dos pratos regionais para tentar conquistar o primeiro lugar.
Lídia Ferreira Manaus (AM)

A culinária do Norte tem um representante amazonense de nascença e roraimense de coração, no programa “Cozinheiros em Ação”, exibido pelo GNT. Beto Bellini é um dos 12 participantes do reality comandado pelo chef Olivier Anquier. E o candidato aposta na simplicidade e na criatividade característica dos pratos regionais para tentar conquistar o primeiro lugar.

Em sua quarta temporada, o “Cozinheiros em Ação” propõe o Prato do Dia, com o desafio de ressaltar a brasilidade. “Na nossa região, viemos ter acesso mais fácil a ingredientes de outros países e culturas não faz muito tempo. Mas, historicamente, sempre soubemos fazer pratos deliciosos, tradicionais e que fazem parte da nossa cultura com o que temos de melhor: o nosso peixe, a nossa farinha, o nosso tucupi, nossas pimentas, nossas frutas, nossas técnicas de preparo e tantos outros insumos que apenas nós, e mais ninguém, temos aqui. Sempre estivemos distantes do circuito nacional e internacional, mas isso, nunca foi impedimento para criarmos pratos memoráveis, como o Pirarucu de Casaca, por exemplo”, ressalta Beto.

“Participando de um programa culinário em nível nacional, pode ter certeza que vou me dedicar para representar com paixão e muita alegria os estados de Roraima e Amazonas”, completa.

É a primeira vez que o culinarista participa de um programa de televisão em formato de competição e exibido nacionalmente. “É um verdadeiro desafio, mas, sobretudo um teste de confiança. A gente precisa acreditar no trabalho em equipe, nas sugestões de cada um para a montagem dos pratos e trabalhar juntos, sem vaidade, para que a coisa funcione”, fala. A pressão vai além das panelas. É preciso encarar os concorrentes, as câmeras, os avaliadores, os telespectadores e, claro, um dos maiores chefs de cozinha.. “Trabalhar com pessoas diferentes acho que é o toque de diversão, e às vezes de tensão, do programa. Cozinhar para a avaliação de um chef com o Olivier também agrega um nervosismo a mais, não tenha dúvidas. Todos esperam por uma avaliação positiva, não há como negar, e o nível de todos os concorrentes é muito bom. Acredito que mostrar como o participante tenta administrar tudo isso é o que faz o programa ser tão bacana”.

tempero criativoSer criativo cai como boa uma definição para descrever o multitalento Beto. Sua trajetória começou em Manaus com duas profissões com criatividade como essência: a música e a publicidade. Ele foi integrante da banda Overload e publicitários de várias agências locais. Há nove anos, recebeu uma proposta para lecionar em Roraima e migrou para com a esposa e os filhos. “Eu sempre cozinhei e sempre gostei de cozinhar, mas só aqui (em Boa Vista) eu descobri que era verdadeiramente apaixonado pela cozinha e que era isso o que eu queria para minha vida”.

Na cidade, ele comanda dois projetos gastronômicos. Um deles é o Le Garage e outro é o Clube Gourmet Roraima, ambos executados na casa da família Bellini. Com funcionamento esporádico, na garage de casa, o Le Garage é um restaurante apenas para reservas antecipadas, em limite de pessoas, em datas específicas e com um cardápio fora do trivial. “Como ele não tem uma periodicidade certa, decidimos montar uma espécie de confraria culinária para podermos juntar pessoas que desejam compartilhar experiências, receitas, técnicas e muita informação na cozinha Esse é o Clube Gourmet. São oficinas curtas, realizadas em um único dia, com duração média de 3 horas, sobre diversas especialidades gastronômicas”, conta.

Publicidade
Publicidade