Publicidade
Entretenimento
Vida

Amazonense viaja para a Europa em busca do título de Miss Intercontinental 2014

A bióloga Janayna Figueiredo viaja para a Alemanha no dia 22 de novembro para disputar a etapa internacional do concurso e brigar pela coroa deste ano 13/11/2014 às 12:04
Show 1
O Miss Intercontinental é um concurso realizado anualmente desde 1973
Laynna Feitoza ---

Mais uma vez a beleza amazonense se impõe mundo afora. A bióloga Janayna Figueiredo, eleita Miss Intercontinental Brasil 2014 em abril, embarca no dia 22 de novembro para a Alemanha com o intuito de disputar a etapa internacional do concurso e brigar pela coroa do ano. Com um histórico de concursos, Figueiredo foi vice-Miss Amazonas em 2012, Miss Terra Amazonas 2013 e se prepara para uma visita ao país europeu, onde enfrentará avaliações de postura, comunicação e trajes típicos. A grande finalíssima do concurso acontece no dia 04 de dezembro.

Ao todo, 90 candidatas de todo o mundo concorrem ao MI 2014. Segundo Janayna, o Intercontinental busca um novo conceito de vencedoras: as candidatas precisam ser envolvidas em projetos que ajudem a sociedade, estarem estudando e serem bem informadas. “As candidatas devem ter pelo menos o domínio do inglês. Existe atualmente um grande movimento para que se mude a imagem de miss. A ideia de uma moça bonita que só dá o ‘tchauzinho’ já está ultrapassada”, revela a modelo.

Ainda conforme a beldade, os títulos e denominações da candidata não seduzem os jurados por si só: tudo precisa ser comprovado diante do júri. “Acho que a questão não é o que você é, mas o que você faz com o que você é. De repente uma administradora pode fazer mais pela sociedade do que uma ativista, e isso será avaliado”, declara. Janayna lembra também algumas normas do concurso. “O que sei é que quem ganha o melhor traje típico se classifica direto para o Top 15... e também quem tiver o melhor corpo”, pondera.

O lado B

Além de miss, Janayna também é professora da Escola Estadual Tiradentes, localizada no bairro Petrópolis, e dá aula para os alunos do Ensino Médio. “As meninas nos intervalos sempre me pedem fotos e dicas, mas eu sou muito séria, eles diriam até malvada demais (risos). Não deixo esse assunto vir à tona durante a aula. Mas é engraçado que quando eu estava desfilando na Estética & Moda desse ano eu ouvia gritos de ‘vai, professora!’. Os pais dos alunos não entendiam nada”, diverte-se ela.

Como educadora, Figueiredo acredita que a educação esteja caminhando para a melhoria, mas que ainda falta bastante até chegarmos lá. “É preciso reforçar as bases de ensino, doutrinar o aluno e ressaltar que estudar é a melhor oportunidade de melhorar”, encerra a miss.

Publicidade
Publicidade