Publicidade
Entretenimento
ONLINE

Amazonenses criam site colaborativo sobre artes cênicas

Idealizado pelo artista Francisco Rider ao lado do jornalista Jony Clay Borges, plataforma reúne notícias, artigos, entrevistas e ensaios sobre diversas linguagens 19/08/2018 às 16:55
Show pitiuartes d56d0e3f 2ed3 455a 99a9 f785c18946f6
O projeto foi contemplado com o Prêmio Manaus de Conexões Culturais 2017, da Prefeitura Municipal de Manaus, por meio da Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Foto: Antônio Lima)
acritica.com Manaus, AM

Com a proposta de ser um ponto de encontro e lugar de debate das artes cênicas, o Site Pitiú Textual das Artes  acaba de entrar no ar por iniciativa do artista Francisco Rider e do jornalista Jony Clay Borges. O endereço online visa promover a produção e o intercâmbio de ideias entre artistas, produtores e pensadores de Dança, Teatro, Performance e linguagens relacionadas, do Amazonas e de outros circuitos.

O site reúne conteúdos diversos, dentre eles notícias, artigos, entrevistas, ensaios e outras produções textuais, elaborados pelos organizadores e por artistas, pensadores e produtores convidados. O endereço tem três seções de conteúdo – Notícias, Textos & Ideias e Entrevistas –, mais uma seção de perfis de artistas e grupos do circuito local e nacional.

Além do endereço online, a iniciativa vai difundir conteúdos por meio de perfis no Facebook e no Instagram, onde alguns conteúdos já vêm sendo compartilhados.

Plataforma crítica

A proposta, de acordo com os organizadores, é fazer do Pitiú Textual das Artes uma plataforma para um pensamento crítico e multidisciplinar, abrangendo eventos, artistas e ideias da atualidade. Ao mesmo tempo, a iniciativa busca preencher uma ausência no cenário da produção de arte.

“Percebemos que há uma falta de pessoas que escrevam e pensem sobre artes cênicas. Encontramos mais a produção textual dentro do ambiente acadêmico. Mas, fora dele, não é muito recorrente ver textos de artistas sendo compartilhados de forma mais ampla”, afirma Rider.

“Em geral, nós artistas do Norte recorremos muito a sites do Sudeste, até de outros países. Eu, por exemplo, recorro ao site da Organização Movement Research (NYC), desenvolvido totalmente por artistas, que produzem textos e conteúdos críticos sobre corpo, performance, improvisação, estudos somáticos, processos criativos, sexualidade, gêneros, política, arte e economia, entre outros assuntos das artes cênicas contemporâneas. No Brasil são poucos; houve um retrocesso grande, nos últimos anos, de espaços que estimulem a escrita crítica e reflexiva sobre as artes cênicas”, completa ele.

“Com o Pitiú Textual, queremos contribuir para fomentar essa produção de ideias, e para a aproximação e o intercâmbio entre artistas de Manaus e de outros locais”, acrescenta Borges.

Rider e Borges apontam a troca e o intercâmbio de ideias entre artistas do Amazonas e de outros Estados como um caminho para inserir a arte local no contexto brasileiro. Daí o nome dado ao site, que evoca um termo amazônico característico.

“Pitiú foi um termo tupi que caiu na boca dos portugueses, mas só aqui na Amazônia ele ficou vivo na linguagem popular. É algo inequivocamente amazônico, e hoje como que um símbolo da riqueza cultural regional. O poeta amazonense Luiz Pucú falou dele em versos, assim como hoje a diva paraense Dona Onete, que vem conquistando o Brasil e o mundo”, destaca o jornalista.

As expectativas para o projeto são “as melhores possíveis”. “Conversando com colegas da comunidade artística local, vemos as pessoas estão interessadas na possibilidade de escrever sobre Artes Cênicas, em colocar seus pensamentos e textos para discutir. Esperamos o melhor, pois isso significa preencher uma lacuna na região Norte”, assinala Rider.

Conteúdos na rede

À parte as notícias, diferentes temas estarão em foco no Pitiú Textual a cada mês: em agosto, Arte/Ativismo é o foco do site. Aí se incluem entrevistas com personalidades como Márcio Souza, dramaturgo, diretor teatral e escritor; Yara Costa, coreógrafa e diretora da Índios.com Cia de Dança; e Nonato Tavares, artista teatral e diretor da Companhia Vitória Régia.

As relações entre arte e política também norteiam textos de Rider e dos dois primeiros articulistas convidados da iniciativa: Christine Greiner, pesquisadora, jornalista e professora da Pontifícia Universidade Católica (PUC/SP), e Allan Gomes, jornalista, realizador audiovisual e mestrando em Cinema pela Universidade Federal Fluminense (UFF/RJ).

Os realizadores lembram ainda que o PitiúTextal está aberto à colaboração de todos os interessados. Críticas, sugestões e dicas de matérias, entrevistas, perfis e outros conteúdos podem ser enviados à equipe pelo pitiutextual@gmail.com, pela seção Fale Conosco do site ou pelos perfis no Facebook (facebook.com/pitiutextual) e Instagram (@pitiutextual).

Publicidade
Publicidade