Sexta-feira, 22 de Novembro de 2019
Vida

Amores, risos e canções com Marisa Orth no espetáculo ‘Romance Vol. III - Agora vai!’

Atriz, humorista e cantora enfoca amor e relacionamentos em show que apresenta nos dias 6 e 7 de março, no Teatro Amazonas



1.jpg Marisa Orth conta histórias, faz piadas e canta no show 'Romance Vol. III - Agora vai!'
20/02/2015 às 16:58

Quem ouve falar em romance pode logo pensar em histórias lacrimosas ou açucaradas. Mas com Marisa Orth a história é diferente: em “Romance Vol. III – Agora vai!”, seu novo espetáculo, a atriz, humorista e cantora passa longe do clichê e aposta na comédia e na música para mostrar que, em se tratando de amores e relacionamentos, todos somos iguais.

“Você pode ter 12 ou 98 anos, viver num iate ou na favela: na hora de se apaixonar ou tomar pé na bunda, somos todos idênticos. Se você acha que está vivendo a maior paixão do mundo ou que levou o maior pé na bunda da História, assista ao espetáculo, e vai ver que não é verdade”, assegura a artista, que se apresenta nos dias 6 e 7 de março, no Teatro Amazonas.



Com direção de Natália Barros, “Romance Vol. III” traz Marisa num espetáculo de formato diferenciado, fazendo “um pouco de tudo” no palco. A inspiração, contou ela por telefone à reportagem, veio do conceito norte-americano de show, em que os artistas exibem múltiplas facetas.

“Queria poder falar, contar história, fazer stand up comedy, cantar, conversar com as pessoas”, conta ela, que não considera apenas “desfilar músicas” como um show completo. “De cantora boa o mundo está cheio. Até canto bonito, mas trago outras coisas também: o humor, o contato com a plateia, dizer textos de improviso”.

O novo espetáculo segue a trilha do anterior “Romance Vol. II” (2009) – que, apesar do nome, foi o primeiro da sequência. “Achei que só ‘Romance’ seria um título um pouco pretensioso. Queria que parecesse com aquelas coletâneas musicais, como ‘Românticos Vol. 18’. Por isso virou ‘Romance Vol. 2’”, conta Marisa.

Brega, chic e pop

Também a exemplo do predecessor, “Romance Vol. III” traz trilha sonora calcada no repertório popular de temática romântica, de clássicos da MPB a hits do brega. A seleção musical, porém, é toda nova, e reúne nomes como Marina Lima e Antônio Cícero, Caetano Veloso e Ângela Rô Rô, Baby Consuelo, o brega cult paraense Felipe Cordeiro e o cubano Bola de Nieve.

Há ainda trechos de “Baby come back”, sucesso meloso dos anos 1970 da banda norte-americana Player, e de “Você não vale nada”, do grupo de forró Calcinha Preta. “É tiro para todo lado!”, brinca Marisa.

A artista não descarta a ideia de lançar futuramente um álbum baseado no espetáculo, a exemplo do que aconteceu com aquele de 2009. “Não tem nada em vista, mas eu quero e talvez a gente faça. Tenho a sorte de ter o Gringo Cardia, que é um grande artista e pode fazer uma capa superbonita para a gente”, diverte-se ela.

‘Cala a boca, Magda’

Até hoje lembrada como a Magda do humorístico “Sai de baixo”, Marisa comenta que a personagem ficou marcada em sua carreira. “Claro que a gente sente saudade de um personagem bem sucedido. Ocupa um lugar de honra no meu museu particular na mente”, declara ela, que reviveu o papel num especial para o canal Viva, no ano passado.

Embora mais conhecida pelo humor, Marisa faz papéis dramáticos, como a Silvia da recente minissérie “Dupla identidade”. “As pessoas mal repararam no papel, o que tomo como elogio, pois é um drible da massificação”, destaca ela, que explora mais a veia dramática fora da telinha.

“No teatro me dou esse direito, mas na TV mesmo o que chama mais a atenção é a comédia. Sei fazer, gosto de fazer e o público adorou”.

Em turnê

Por enquanto, Marisa se dedica à turnê de “Romance Vol. III”, que já passou por São Paulo, Belo Horizonte e Vitória. E comemora a vinda a Manaus: “Para nós é uma aventura, dá tesão conquistar o Brasil, chegar a esse teatro que ainda mete medo em artistas de todo o País”.

Marisa aproveita para convidar o público a conferir o show, e até bolou um jeito divertido de atrair diferentes espectadores: “Para as mulheres, diga que é um espetáculo engraçadíssimo. Para os homens, que é um show da Marisa com uma roupa bem apertada. E gays e lésbicas, só espero que estejam na primeira fila!”.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.