Sábado, 06 de Junho de 2020
CINEMA

Anciãos indígenas pedem 'mente a serviço do coração' em filme do Dia da Terra

Produzido por Jeffrey D. Brown, vencedor do Oscar e do Emmy, “Wisdom Weavers of the World” foi filmado no Havaí, onde Ilarion “Kuuyux” Merculieff, um líder unangan do Alasca, reuniu uma dúzia de outros anciãos para realizar assembleias e cerimônias em novembro de 2017



DIVULGA__O_A26DDBE4-52CA-4E91-B0F0-AB0B407A33A6.JPG Foto: Divulgação
22/04/2020 às 09:27

Anciãos indígenas do Alasca à Austrália se uniram para passar uma mensagem de amor em um novo filme para o Dia da Terra: a raça humana só sobreviverá se começarmos a colocar nossas mentes a serviço de nossos corações.

Produzido por Jeffrey D. Brown, vencedor do Oscar e do Emmy, “Wisdom Weavers of the World” foi filmado no Havaí, onde Ilarion “Kuuyux” Merculieff, um líder unangan do Alasca, reuniu uma dúzia de outros anciãos para realizar assembleias e cerimônias em novembro de 2017.



“A Mãe Terra está chorando por seus filhos humanos”, disse Merculieff no documentário, gravado com um pano de fundo de colinas vulcânicas e ondas na ilha de Kaua’i. “Ela vive há bilhões de anos. Viverá outros mais. A questão é se nós, seres humanos, viveremos.”

Como a quarta-feira (22) marca o 50º aniversário do Dia da Terra, um marco na emergência do movimento ambiental, os povos indígenas estão cada vez mais na linha de frente das iniciativas globais contra a destruição de habitats e a mudança climática.

A reunião de anciãos de quatro dias concluiu que tais problemas só serão resolvidos por meio de uma mudança fundamental na consciência humana, ao invés de uma luta constante por soluções puramente políticas ou tecnológicas.

“O mundo está procurando respostas nas direções erradas”, disse Merculieff à Reuters Television por videochamada de Anchorage, falando em uma sala decorada com tambores tradicionais.

“Temos milhares de organizações ambientais a mais hoje do que tínhamos 30 anos atrás, e ainda assim os sistemas de sustentação da vida da Mãe Terra estão chegando ao limite, e ninguém está perguntando por quê. Os anciãos estão dizendo que precisamos procurar as respostas dentro, e não fora”, disse.

Os líderes que participaram do encontro incluem Zhaparkul Raimbekov, xamã do leopardo da neve do Quirguistão, Lorenzo Izquierdo, líder espiritual mamo do povo arhuaco da Colômbia, e Mona Ann Polacca, anciã hopi-havasupai-tewa e membro fundadora do Conselho Internacional das Treze Avós Indígenas.

O filme de 14 minutos pode ser visto de graça na quarta-feira no site “Wisdom Weavers of the World” e em canais das redes sociais, com tradução em 12 línguas. Merculieff e outros anciãos realizarão um encontro virtual aberto ao público na sequência.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.