Publicidade
Entretenimento
Vida

Aos 79 anos, artista plástica Flor de Oliveira realiza nova exposição

Para sua terceira mostra individual, amazonense pintou quadros inspirados na paisagem urbana de Manaus de ontem e hoje 12/12/2014 às 16:22
Show 1
Floripes Oliveira, ou Flor de Oliveira, descobriu a paixão pela pintura em 2009
ROSIEL MENDONÇA Manaus (AM)

Prestes a completar 80 anos de idade, a artista plástica amazonense Floripes Oliveira, também conhecida como Flor de Oliveira, apresenta sua terceira exposição individual inspirada nos cenários da cidade de Manaus. A mostra está em cartaz na Galeria do Centro de Artes da Universidade Federal do Amazonas (Caua), onde pode ser conferida até o dia 22 deste mês, entre 8h e meio-dia e das 14h às 22h, com entrada franca.

Nas 14 telas em exibição no espaço, Flor de Oliveira retrata com cores marcantes e traços joviais a paisagem manauara, com destaque para prédios históricos como a Biblioteca Pública, o Cabaré Chinelo, o African House, no Largo São Sebastião, e o “castelinho” localizado no cruzamento das avenidas Constantino Nery e Álvaro Maia. 

As obras também espelham as memórias da artista e a nostalgia de uma Manaus que não existe mais. É o caso do quadro que retrata a “esquina do português”, casarão abandonado que fica entre a Getúlio Vargas e Leonardo Malcher. “Brinquei muito lá quando era garota”, lembra Floripes, que hoje é vizinha do Estádio da Colina, no São Raimundo.

(Exposição está em cartaz na galeria do Caua, no Centro de Manaus)

Durante uma década, a artista trabalhou em sua própria loja na antiga Central de Artesanato Branco e Silva, onde vendia peças de madeira que ela mesma entalhava. Porém, ela teve que abandonar o negócio devido a dores na coluna que a acompanham até hoje. “Para pintar, tenho que tomar analgésico. Fiz essa exposição de agora na força, raça e coragem”, explica.

Depois disso, dona Floripes experimentou a poesia e até hoje guarda versos que ainda tem vontade de publicar. A descoberta da pintura veio em seguida, em 2009, quando ela participou de um curso com o artista plástico Cristovao Coutinho, na Ufam. “Descobri uma nova paixão na arte. A pintura me transporta para outro lugar, porque não fico pensando nos problemas do dia a dia. Passo horas e horas entretida”, confessa ela.

SERVIÇO

O quê: Exposição “Lugares da cidade”, de Floripes Oliveira

Onde: Galeria do Caua, rua Monsenhor Coutinho, 724, Centro

Quando: Até 22 de dezembro, de 8h ao meio-dia e das 14h às 22h

Quanto: Gratuito


Publicidade
Publicidade