Publicidade
Entretenimento
Vida

Aplicativo auxilia adoção de cães

Inspirado nos apps de encontros, Au.Dote é o primeiro aplicativo de adoção exclusivo para cães 06/09/2015 às 15:07
Show 1
Há mais de 20 milhões de cachorros vivendo na situação de abandono no País
Artur Cesar ---

Com o funcionamento semelhante ao aplicativo de encontros Tinder, foi criado recentemente o Au.Dote, primeiro aplicativo de adoção exclusivo para cães. Criado pela startup DogLikers, o app já reúne cerca de mil cães cadastrados por ONGs no Brasil inteiro. Um verdadeiro achado para os apaixonados por animais.

“Inicialmente, procuramos desenvolver uma plataforma que promoveria encontros entre cães similares para relacionamentos, de acordo com seus donos. Porém, isso poderia promover um aumento da reprodução por amadores, o que agrava um grande problema existente no Brasil, o abandono. Quando nos demos de cara com esse problema, resolvemos mudar todo o projeto para, ao invés de impactar ainda mais, ajudar a resolvê-lo. Nesse momento conversamos com quem mais entende e enfrenta esse problema: as ONGs. E alteramos toda a plataforma no sentido de colaborar e somar com o importante trabalho dessas organizações”, explicou Gustavo Monteiro, sócio fundador da empresa, em entrevista ao VIDA&ESTILO. 

O aplicativo funciona de forma bem intuitiva: o usuário navega por diferentes perfis de cães de diversas ONGs, para visualizar mais detalhes sobre cada cãozinho. Basta tocar na foto do perfil e ter acesso à idade, tamanho, histórico, vacinas e muito mais. Se ficar interessado na adoção, a pessoa deve clicar no ícone de coração. Fazendo isso, um email mostrando interesse em adoção é enviado para a ONG responsável e o cãozinho vai para uma lista de favoritos do usuário, podendo ser sempre consultado. Apenas as organizações e instituições aprovadas podem oferecer os animais pela plataforma, o que garante a origem e os bons cuidados com os cães apresentados pelo Au.Dote. 

O aplicativo foi lançado há dois meses e vem crescendo exponencialmente em número de ONGs parceiras e em número de perfis de cachorros para adoção – já são mais de 16 ONGs de todo o País, cinco em fase de aprovação, e quase mil cães cadastrados.“Atualmente, pelo fato de o projeto ser recente, ainda não contamos com nenhuma ONG de Manaus. Temos muito interesse em ter o maior número de parceiros desse importante Estado. Isso aumenta as chances dos adotantes da região encontrarem seu cãozinho por perto. Gostaríamos de reforçar o convite para que essas ONGs procurem o Au.Dote por meio de nosso site www.audote. com.br ou do email: atendimento@doglikers.com.br para que solicitem sua inclusão no projeto”, destaca Gustavo, aproveitando para dar o recado: “Esperamos fazer o destino de muitos corações se encontrarem pelo Au.Dote”.

Números

44,3%dos  lares brasileiros possuem pelo menos um cachorro. 52milhões  é o total de cachorros por todo País, segundo o IBGE

Destaque

Segundo a Organização Mundial da Saúde, estima-se que, em 2014, mais de 20 milhões de cachorros viviam em situação de abandono no Brasil. Nas grandes cidades, para cada cinco habitantes há um cachorro. Destes, 10% estão abandonados.

Publicidade
Publicidade