Publicidade
Entretenimento
Vida

Após licença maternidade, atriz Carolina Ferraz volta aos palcos e apresenta peça em Manaus

Ao lado de Danielle Winits, atriz está no elenco da peça "Depois do amor", que será apresentada no Teatro Amazonas nos dias 5 e 6 de dezembro 27/11/2015 às 16:16
Show 1
Carolina Ferraz interpreta Margot Taylor, ex-amiga de Marilyn
ROSIEL MENDONÇA Manaus (AM)

Talento, beleza e elegância são três palavras que definem a atriz Carolina Ferraz. Ela está de volta aos palcos com a peça “Depois do amor”, inspirada na vida de Marilyn Monroe, que completaria 90 anos em 2016. Com Danielle Winits no elenco, o espetáculo terá estreia nacional em Manaus nos dias 5 e 6 de dezembro, no Teatro Amazonas. 

No enredo, Carolina vive Margot Taylor, ex-amiga de Marilyn, com quem rompeu quando o namorado Joe DiMaggio a trocou pela estrela de cinema e sex symbol. O casamento entre DiMaggio e a atriz durou apenas nove meses, mas Margot perdeu o namorado e a amiga. Dez anos depois, as duas têm a oportunidade de ficar frente a frente para um acerto de contas, e é em torno desse fato real que a comédia romântica se desenrola.

“Margot era uma mulher bonita e talentosa, assistente do figurinista Jean Louis, que trabalhou no último filme de Marilyn”, explica Carolina. “Ela também foi uma vítima do efeito Marilyn, só que as duas eram muito amigas antes de Margot ser abandonada pelo noivo, então havia um componente afetivo nessa relação entre as duas. A peça nasce dessa imaginação do que teria acontecido quando elas se reencontraram dez anos depois”. 

Segundo Carolina, esse encontro tem pitadas de comédia, drama e tensão. “No fundo, há um grande estranhamento, mas elas aproveitam para falar da vida, dar risada. Também tem uma ‘DR’, em que elas tentam limpar a sujeira do passado”, adianta. Quem assina a dramaturgia da peça é Fernando Duarte, o mesmo do sucesso “Callas”, que também passou por Manaus. A direção ficou nas mãos de Marília Pêra.

Parceiros

“Depois do amor” marca o primeiro encontro entre Carolina e Danielle Winits nos palcos. Amigas dentro e fora da profissão, elas só haviam contracenado na televisão. “Em relação à Marília Pêra, não é a primeira vez que surgiu um convite para trabalharmos juntas, mas da primeira eu não consegui porque estava fazendo novela. Está sendo uma honra para mim poder conviver com ela, todas as observações dela são incríveis”, diz.

A dramaturgia inédita de Fernando Duarte também foi decisiva para Carolina embarcar no projeto. “Quando li o texto já achei que seria um grande espetáculo. Foi uma trinca de talentos difícil de recusar”.

Trabalhos

Em maio, aos 46 anos, Carolina deu à luz a sua segunda filha, Anna Izabel- enquanto falava com a reportagem por telefone, a atriz estava na fila para vacinar a pequena. Ela explicou que parou de trabalhar a certa altura da gestação, mas voltou à ativa desde que Izabel completou dois meses.

De lá para cá, ainda durante a licença maternidade, Carolina gravou mais uma temporada do programa de culinária que comanda no GNT, além do filme “A Glória e a graça”, no qual interpreta uma travesti. Sobre o longa, ela disse, em entrevista ao jornal O Globo: “Eu queria ter a oportunidade de interpretar alguém muito diferente de mim, apresentar ao público a complexidade de ser ator, o quanto é difícil se comprometer”.

Ao comentar sobre o programa “Receitas da Carolina”, a atriz revelou que sempre foi muito próxima dos temperos, tanto que lançou um livro de receitas (usado como inspiração pelo canal). 

“Eles me namoravam há três anos por causa disso. Mas eu tive várias questões éticas porque não sou chef, sou cozinheira. Topei fazer o programa desde que eu pudesse me colocar para o público como alguém que coleciona receitas, aprendeu a cozinhar com a mãe e fez vários cursos”.

Publicidade
Publicidade