Publicidade
Entretenimento
ARTES PLÁSTICAS

Arnaldo Garcez estreia mostra 'Arquitetura da Cor' nesta quinta-feira (13)

Ao todo, 14 obras serão expostas no espaço Degradê Casa. Tema da exposição em Manaus será o mesmo do próximo projeto a ser levado para a Itália 12/09/2018 às 15:55 - Atualizado em 12/09/2018 às 16:07
Show a7 a7a183e1 45f3 49c7 8641 bc6718211f83
Fotos: Divulgação
Laynna Feitoza Manaus (AM)

A relação dinâmica das cores com as dimensões é o objeto de pesquisa do artista plástico Arnaldo Garcez para a sua nova exposição, intitulada “Arquitetura da Cor”. A mostra entrará em cartaz no dia 13 de setembro, na Degradê Casa (Rua João Valério, 16, Vieiralves). Ao todo, serão expostas 14 obras que abordam tópicos como a ansiedade e a insegurança emocional vivida atualmente. O mesmo tema vai reger a próxima mostra de Arnaldo no continente europeu, prevista para acontecer de 22 de outubro a 9 de novembro na Itália.

De acordo com o artista plástico, o que caracteriza a mostra é a revelação de novas tonalidades. “Estou usando tintas misturadas com pigmentos, construindo formas a partir da cor. O que me deixa confortável nesse trabalho é que eu comecei a desenvolvê-lo em um momento feliz de calma”, destaca Garcez, que pretende, por meio de suas obras, encher as pessoas de luz por meio das cores. 

A busca pelo equilíbrio emocional retratada pelos objetos da mostra é a mesma que busca Arnaldo em mais uma fase de transição. O tema “Arquitetura da Cor” também será levado para sua próxima exposição na Itália, que vai acontecer no Casina Pompeiana, na cidade italiana de Nápolis. Arnaldo é o único artista do quadro do centro cultural que vai expor duas vezes no mesmo ano. 

“Fui convidado pela Secretaria de Cultura da Itália. Pretendemos fazer um circuito de três exposições por lá. A mostra de Nápolis está confirmada. Estamos negociando com as cidades de Milão e Roma. Estou abrindo em Manaus uma base para a exposição do exterior. Tenho uma boa parte de quadros prontos. E boa parte vou preparar lá. Meu ateliê é itinerante. Isso inspira até mais, porque senti necessidade dessa mutação da cor. Quando eu for pra Itália, já tenho a mostra 60% montada”, declara ele. 

Conceito

Para justificar suas obras e as expressões contidas nelas, ele buscou os fundamentos do existencialismo. “É a única forma de sentir o estado emocional. Quando acordamos pela manhã, temos uma cor. É um processo que vai nos guiar. Esse trabalho tem um pouco de existencialismo, mesmo. Nas obras, retrato pessoas que estão refletindo. Não estão tristes e nem tensas, mas estão buscando o equilíbrio emocional da cor”, pondera ele. 

A mistura de tintas a novos pigmentos é o que proporciona esse “equilíbrio emocional”, segundo ele. “Estou usando uma tinta francesa, que é um pouco mais líquida. Eu a condenso a partir dos pigmentos que eu uso. Os amarelos mudam sensivelmente. São amarelo, mas abrem outras luzes que eu encontrei para expressar nesse trabalho. São trabalhadas tonalidades perceptivas ao olhar, não são convencionais”, declara Arnaldo. 

O grande destaque, tanto da exposição em Manaus quanto da mostra na Itália será a pintura de um quadro ao vivo. “Vou mostrar como um artista age diante de um quadro branco. Vou pintar ao vivo. Na última exposição que fiz, pintei em 30 minutos. É bacana porque ninguém sabe o que vai acontecer, nem eu. Há a parte do instintivo e a parte técnica do conhecimento”, completa Garcez. 

Serviço

O quê: Vernissage da exposição “Arquitetura da Cor”

Onde: Degradê Casa (Rua João Valério, 16, Vieiralves)

Quando: 13 de setembro, às 19h

Infos: (92) 98115-9852

Quanto: Gratuito

Publicidade
Publicidade