Terça-feira, 02 de Março de 2021
DA TERRA

Arte do AM é representada em Feira Internacional de Negócios Criativos na Paraíba

Com apoio do Sebrae-AM, a artista Rita Prossi e o artesão Marcos Alexandre representam o Amazonas no mais importante evento do segmento do Brasil, que irá até o dia 14 de maio



show_1__3__AA1141BB-FA73-44F1-AB96-4D6E4E237F2E.jpg A artista amazonense Rita Prossi. Foto: Arquivo
04/05/2020 às 15:30

O Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Amazonas (uma base de mais de 194 mil negócios) participa da Feira Internacional de Negócios Criativos e Colaborativos Digital em João Pessoa, na Paraíba. A artista Rita Prossi e o artesão Marcos Alexandre do Grupo Teçume da Floresta representam o Amazonas, no mais importante evento de comercialização de arte e artesanato de raiz do Brasil, que irá até o dia 14 de maio. Prossi, é vanguarda das bio joias amazônicas, e mora em Manaus, e Marcos Alexandre, é um dos mais destacados artesãos caboclo do Amazonas, seu atelier fica no Careiro Castanho.

Segundo Lilian Simões, analista sênior de arte, artesanato e moda do Sebrae Amazonas "esta é uma oportunidade única de divulgação e comercialização da arte e do artesanato amazonense, especialmente, os de mais elevado nível em design original, no gênero da floresta amazônica. Nesta hora de aflição, provocada pelo covid-19, que atinge a economia criativa local, por não ser permitida a comercialização em feiras presenciais. Desde que foram adotadas as medidas de segurança pública no estado e no município, contra as aglomerações geradoras de contágio, por decretos de calamidade publicados em março ", comentou.



Realeza britânica

Rita Prossi, há 30 anos se destaca como símbolo da arte amazônica e suas coleções de biojoias estão na Europa e Estados Unidos da América. A duquesa da Cornualha, no Reno Unido, Camila Rosamaria Shand, esposa do príncipe Charles, herdeiro número 1 da coroa britânica, tem colares e brincos seus em sua coleção da nobreza, que são usados em cerimônias campestres e nos palácios dos Windsor, família real.

Commedia Dell'arte

Marcos Alexandre do Grupo Teçume da Floresta, que também reúne artesãos de Barcelos, Rio Preto da Eva, São Gabriel da Cachoeira e Careiro Castanho, é um expoente do design nativo. Ele emprega seu saber tradicional urdindo fibras tradicionais da floresta com conceitos da arte italiana, como os personagens da Commedia Dell'arte, entre eles arlecrim, pierrot e colombina, em um cenário de multiplicidade étnica e da cultura europeia.  Sua mensagem é de bom humor, e está evidenciada nas cores vibrantes de suas peças, uma delas conhecida como Coringa, considerada pelos especialistas um clássico do artesanato amazonense.


A cestaria 'Coringa', de Marcos Alexandre. Foto: Divulgação

"Sou do grupo Teçume da Floresta e participo representando nossa cultura na feira digital. Nós retratamos a sustentabilidade ancestral dos nossos povos com artesanato étnico, mas com algumas pitadas de influência externa. Vamos levar esse conceito para todo o Brasil e o mundo, nesta feira do Sebrae que acontece em João Pessoa", comentou Marcos Alexandre.

News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

2 Mar
155888496_10225477909759177_7982991234948859702_o_85AE5B9F-DF53-47FE-9A87-B7676D39D101.jpg

Briga por herança motivou morte de peixeiro, diz polícia

02/03/2021 às 20:28

Quase duas semanas depois da morte do peixeiro Adinaldo Faria de Souza, 44, a Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) concluiu que o assassinato foi resultado de uma trama em família por “herança”, “seguro de vida” e “dinheiro” da vítima


Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.