Sábado, 19 de Outubro de 2019
Vida

Artes plásticas: obras de artista local são selecionadas para circular em três continentes

Artista plástica amazonense Hadna Abreu foi selecionada para a mostra “Papel ao cubo”, que vai percorrer cidades de três continentes até o próximo ano: Osaka (Japão), Braga (Portugal) e São Paulo (Brasil). Com curadoria de Edson Cardoso, o projeto é uma iniciativa da AVA Galleria, sediada em Helsinki, na Finlândia



1.jpg Desenhos são fruto de relação de Hadna com o jazz e a música clássica
01/03/2013 às 08:57

Adepta das ilustrações sobre papel, mas também de manifestações tipicamente urbanas, como o lambe-lambe e o estêncil, a artista plástica amazonense Hadna Abreu acaba de ser selecionada para a mostra “Papel ao cubo”, que vai percorrer cidades de três continentes até o próximo ano: Osaka (Japão), Braga (Portugal) e São Paulo (Brasil). Com curadoria de Edson Cardoso, o projeto é uma iniciativa da AVA Galleria, sediada em Helsinki, na Finlândia, com o objetivo de mostrar obras desenvolvidas em papel por artistas de dez países.

Os trabalhos de Hadna selecionados para as mostras são duas ilustrações em papel Canson, à base de aquarela, nanquim e tinta acrílica. Além de poder comercializar as obras, a artista ainda vai concorrer a prêmios que vão de € 500 a € 1.000, concedidos pela Comissão Organizadora. A primeira parada dos desenhos da amazonense será o Enokojima Art Center, em Osaka, no período de 17 a 29 de setembro deste ano.



Para Hadna, que trabalha com ilustração há quatro anos, mas está encarando o desafio de fazer da arte a sua profissão há menos de um ano, a oportunidade de expor fora do Brasil veio como uma surpresa. “É um sonho se tornando realidade, poder me tornar uma artista e viver disso”, disse. Em abril, ela fará sua primeira individual na Galeria do Largo, com curadoria de Turenko Beça, e em junho também fará parte do Amazônia Festival, em Algarve, Portugal. “Estão aparecendo oportunidades até na Suécia”, adiantou ela.

MARCAS DO TEMPO

Personagens idosos são comuns nos trabalhos de Hadna Abreu, que procura trabalhar conceitos de tempo e suas marcas através de ilustrações com fortes traços de caricatura. “Gosto de retratar idosos porque eles carregam muita história nas expressões. Além disso, tenho bastante interesse no estudo da linha como elemento visual, o que também me permite inserir um pouco de humor nos meus trabalhos”, explicou a artista, destacando que a convivência com os avós é uma fonte de inspiração para ela.

As duas ilustrações selecionadas para o projeto “Papel ao cubo”, em especial, possuem algo em comum: a relação dos personagens com a música. “Elas foram feitas numa época em que eu estava escutando muito jazz e composições de Vivaldi, então quis retratar a delícia de ouvir esse tipo de música”, contou Hadna. “Meu trabalho tem essa carga sensitiva, de mostrar o lado bom de ser humano”, complementou.

Uma certa atmosfera onírica é outra característica latente nas obras da amazonense, que está prestes a se formar em Artes Plásticas pela Universidade Federal do Amazonas. “Por um lado, minhas ilustrações têm um quê de surreal, como se o sonho tomasse conta da obra, levando o observador a imaginar outras coisas além do que está ali”, finalizou a ilustradora.

Serviço

o que é: “Papel ao cubo”

quando: 17 a 29 de setembro de 2013

onde: Enokojima Art Center, Osaka, Japão

quando: 1º de novembro de 2013 a 10 de janeiro de 2014

onde: Museu D. Diogo de Sousa, Braga, Portugal

quando: 10 de março a 31 de maio de 2014

onde: AVA Espaço Cultural, São Paulo, Brasil


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.