Publicidade
Entretenimento
Meio Ambiente

Várias peças de artesanato sustentável estão disponíveis em feirinha no Ipaam

A 5ª Feira das Artesãs Itinerantes acontece até as 14h desta terça-feira (1) na sede do Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas 01/11/2016 às 10:27
Show feira1
A artesã Sandra Duarte está comercializando baus e porta-retratos produzidos por ela com as sobras de paletes. Fotos: Winnetou Almeida
Silane Souza Manaus (AM)

Artesanatos natalinos, bijuterias regionais, itens de decoração em madeira, bonecas de pano e artigos artesanais de cama, mesa e banho, são alguns dos produtos expostos na 5ª edição da Feira de Artesãs Itinerantes, que acontece até hoje no estacionamento do Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam), localizado na avenida Mário Ypiranga Monteiro, bairro Parque 10 de Novembro, Zona Centro-Sul. O evento começa às 8h e segue até as 14h.

A maioria dos artesanatos é feito com materiais que vão para o lixo. A artesã Sandra Duarte, por exemplo, faz lindos porta retratos e baus de palete. Ela também trabalha com tubete de papelão. O resultado final é incrível, além de sustentável visto que são feitos com matéria prima reaproveitada. “A gente percebe que as pessoas começam a dar valor para o nosso trabalho, mas ainda é preciso avançar muito. Hoje, o artesanato não é só artesanato, é geração de renda”, afirmou.

Keidy Dodô, é coordenadora de eventos, mas trabalha com artesanto há mais de dez anos. Tudo começou quando ela resolveu fazer lembranças para dar as amigas no dia de seus aniversários. O trabalho foi tão bem aceito que as encomendas só aumentaram. “Hoje o artesanato é a minha segunda renda”, relatou. Ela trabalha com a cartonagem, técnica que transforma papelão, papel e tecido em peças superúteis para organização de diversos tipos de objetos.

A artesã Márcia Barroso é outra que usa a criatividade em prol do meio ambiente. Garrafas PETs e de vidro, bem como latas de batata frita, caixas de leite, de suco e de sapato viram lindos objetos de decoração. Retalhos de pano, por sua vez, se transformam em vistosas bolsas e carteiras. “As pessoas jogam muita coisa no lixo que pode ser reaproveitada. É preciso maior conscietização para mudar esse pensamento de que as coisas não prestam mais”, destacou.

Quem quer comprar produtos artesanais com temas natalinos também encontra na Feira de Artesãs Itinerantes. No local, a artesã Célia Pio está comercializando seus produtos confeccionados em diversas técnicas, entre elas costura em patchwork. Jogo americano, capa para eletrodomésticos, peças para cama, mesa e banho em geral, entre outros itens estão a venda a um preço que varia de R$ 10 a R$ 80. “Artesanato é criatividade. É com isso que sabemos trabalhar e vivemos com a renda que essa atividade nos proporciona”, apontou.

Exposição

16 artesãs fazem parte do grupo que expõe na Feira de Artesãs Itinerantes no Ipaam.  Além desse espaço, elas também expõem seus produtos artesanais em fábricas do Distrito Industrial de Manaus (PIM) e participam de outros eventos culturais da cidade. Elas lamentam não haver mais espaços para artesãos.

“Ando com uma sacola para guardar as garrafas PET e de vidro que encontro na rua. Meu marido diz que eu pareço lixeiro, onde passo vou recolhendo tudo”. Márcia Barroso – artesã 

Voluntariado

As artesãs itinerantes também realizam ações voluntárias em comunidades carentes da capital e Região Metropolitina (RMM). No próximo dia 19, elas estarão nas comunidade São João E Ste de Setembro, no Paraná do Iranduba, com pediatras, odontólogos, cabeleceiros, entre outros profissionais, levando serviços de saúde, beleza, lazer e empreendedorismo social a aproximadamente 160 famílias.

A feira

A 5ª edição da Feira de Artesãs Itinerantes, que começou ontem e segue té hoje no estacionamento do Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam), é aberto ao público em geral. O evento é promovido pela Gerência de Educação Ambiental do órgão em parceria com o Grupo de Artesãs Itinerantes.

Esta edição conta com exposição de artesanatos natalinos, bijuterias regionais, itens de decoração em madeira, bonecas de pano, costura em patchwork, peças artesanais de cama, mesa e banho. Produtos orgânicos como verduras, frutas, doces e biscoitos também fazem parte da feira, bem como um stand de farofas de peixes regionais.

De acordo com a coordenadora da Feira de Artesãs Itinerantes, Vandete Rocha, o objetivo da Gerência de Educação Ambiental é incentivar o trabalho de artesãos e produtores que sobrevivem de reciclagem e de trabalho manual.

Publicidade
Publicidade