Publicidade
Entretenimento
Artes plásticas

Artista amazonense Arnaldo Garcez expõe telas em Nápoles, na Itália

Garcez foi convidado para participar de um festival da associação Cuore Del Mondo, para celebrar a cultura brasileira 22/05/2018 às 12:03
Show whatsapp image 2018 05 21 at 15.55.44
Arnaldo levará para a Itália 18 obras inéditas (Foto: Divulgação)
Laynna Feitoza Manaus (AM)

O artista plástico amazonense Arnaldo Garcez levará 18 obras inéditas para expor no evento “Música Brasileira”, da associação Cuore Del Mondo, sediado na cidade de Nápoles, na Itália, no dia 9 de junho. Além das exposições artísticas, o evento, que celebra a cultura brasileira, também vai contar com músicas e comidas típicas tupiniquins, além de um desfile de moda. O evento vai acontecer na vinícola Tenuta Pezzapane.

O convite para participar do evento surgiu em meio às atividades da exposição que Arnaldo está realizando no tradicional restaurante La Mole, de Ipanema, no Rio de Janeiro. Garcez foi convidado para fazer uma mostra em comemoração aos 60 anos do local. “Lá, surgiu uma pessoa que me pediu que fizesse contato com a diretora da ‘Cuore Del Mondo’. Fiz contato e fui então convidado para esse festival de cultura brasileira em Nápoles. Amadurecemos a ideia, acabei aceitando o convite e viajo dia 3”, coloca ele.

Os quadros que Arnaldo está desenvolvendo para a exposição abordam temas do cotidiano. “Faço uma leitura dentro das escolas expressionistas, quase indo para o abstrato, quase que contemporâneo”, coloca ele, que vê a oportunidade como única. “É a primeira vez que saio do Brasil com uma estrutura de passagem e hospedagem que um artista merece”, conta ele.

Circulação

Arnaldo adianta que ainda pretende fazer uma turnê pela Europa e que seus quadros devem passar ainda por Berlim, na Alemanha, e Madri, na Espanha. “Não posso dar mais detalhes porque as negociações não foram fechadas, mas elas existem”, pontua ele. Como artista, Arnaldo alega que faz obras não pensando somente em decoração. “Mas sim para que possamos discutir as nossas relações de vida”, pondera ele.

Retratando essa premissa, um dos 18 quadros da mostra se funde entre dois rostos, que falam, segundo Garcez, sobre o estado de procura e inércia. “Por muito tempo ficamos apáticos com mentiras de uma política suja. Minha questão é com o ser humano, com toda a inquietação que vivemos hoje, toda essa situação política. O que busco no meu trabalho é a análise de tudo o que vivemos no nosso cotidiano. Uma crítica ao momento do País, para que possamos ter uma sociedade digna”, complementa Arnaldo.

Em suas obras, Garcez utiliza uma tinta industrializada junto a um pigmento diferenciado. “Misturo os dois e dá um resultado de luminosidade particular. A tinta não vai mudar de cor durante muito tempo”, pontua ele, que tem como marca registrada as cores fortes. “As pessoas percebem que não falo de lamentações nas minhas pinturas. As cores, por serem fortes, mostram que estão à procura de soluções objetivas, e da reconstrução da alma humana”.

Saiba +

Arnaldo Garcez possui 16 obras no cenário da loja de bicicletas da personagem Bia Falcão, vivida pela atriz Fernanda Montenegro, na novela “Belíssima”. A trama será reprisada na Rede Globo pelo “Vale A Pena Ver de Novo”, a partir do dia 4 de junho.

Publicidade
Publicidade