Segunda-feira, 18 de Outubro de 2021
Divulgação

Artistas da música amazonense apostam no audiovisual para contar suas trajetórias

Banda Alaídenegão, grupo Os Maninhos e o músico Ênio Prieto possuem, em comum, documentários e séries sobre bastidores e produção de apresentações próprias e de outros artistas



b0109-1f_F21DA9F2-4D41-4A17-8E59-24C49AB766B2.jpeg Documentário da Alaídenegão é o mais recente da lista (Foto: Manuella Barros/Divulgação)
09/10/2021 às 11:54

Documentários e séries sobre as trajetórias de artistas e bandas locais ganham destaque no cenário musical manauara. Lançado na última sexta-feira (8), uma das produções mais recentes é o documentário “Alaídenegão 13 anos”, que retrata a história da banda de mesmo nome. O vídeo pode ser assistido a qualquer momento no canal da Cauxi Produções, no Youtube. A Orquestra de Beiradão do Amazonas (OBA) e o trio “Os Maninhos” também embarcaram nessa pegada audiovisual.

Alaídenegão 13 anos

A banda comemorou o lançamento do documentário junto aos fãs na última sexta-feira, com a realização de um show, no Espaço Cultural Curupira Mãe de Mato, no Centro da capital.

A ideia de produzir o documentário surgiu em abril de 2020. Rafael Ângelo, um dos vocalistas, relembra que, durante aquele período, a banda estava parada há aproximadamente um ano e meio, sem poder tocar, por conta das restrições da pandemia da Covid-19. O momento era muito difícil para todos, e então surgiu uma luz no fim do túnel: A Lei Aldir Blanc de Emergência Cultural. “Ano passado teve o Edital Aldir Blanc, da Prefeitura, o Conexões Culturais; escrevemos o projeto para a produção de um DVD, um CD e desse documentário” explica ele.

O músico falou, ainda, sobre o que o espectador vai encontrar nessa produção audiovisual. “O documentário basicamente fala sobre a trajetória da banda: a história, curiosidades, bastidores de shows, etc. Durante esses 13 anos, muitas pessoas passaram e trabalharam aqui com a gente. Tentamos enfatizar esse caráter coletivo. [O documentário] tem o depoimento de várias pessoas que trabalharam conosco: os produtores, as pessoas que fazem a mixagem, além dos nossos depoimentos [integrantes da banda], contando um pouco sobre o que é a construção dessa sonoridade, que é uma construção feita ao longo do tempo por diferentes pessoas, um trabalho coletivo”, comenta,

Alaídenegão é uma banda amazonense, que toca uma mistura de ritmos, das toadas do boi-bumbá ao rock, formada por Davi Escobar (voz e guitarra); Rafael Ângelo (voz e guitarra); AJ (bateria); Mauro Lima (baixo) e Marcelo Martins (trompete).

Música de Beiradão

O documentário “A Música de Beiradão e o Diálogo de Gerações” foi lançado no dia 31 de janeiro, e segue disponível no canal do YouTube da Orquestra de Beiradão do Amazonas (OBA) – Orquestra de Beiradão do Amazonas – OFICIAL. O projeto foi contemplado no Concurso-Prêmio Manaus de Conexões Culturais – Lei Emergencial Aldir Blanc.

Ênio Prieto - egresso do Curso de Música da Escola Superior de Artes e Turismo da Universidade do Estado do Amazonas (Esat/UEA) – é o fundador da OBA e idealizador do documentário. Ele destaca que o projeto musical surge da vontade de conectar a música do passado com a música do presente, por meio de releituras das obras de Teixeira de Manaus.

“A gente entende que hoje, para o artista ou para as produções artísticas, o audiovisual é de extrema importância; de forma que a gente pensa em deixar esse material para futuras gerações, para que isso sirva de material de apoio; de pesquisa; de inspiração de músicos que venham a fazer um tipo de trabalho instrumental voltado para essas características”, destaca Prieto.

Os Maninhos

A série documental “Os Maninhos”, de oito episódios, do grupo amazonense de mesmo nome, foi exibida inicialmente aos domingos, na TV Encontro das Águas. Agora é possível assistir a série sobre música manauara no canal do Youtube chamado “Comunidade Sonora Manaus”.

Gravado entre outubro e dezembro do ano passado, o seriado revela alguns dos momentos mais íntimos dos integrantes do grupo – Agenor Vasconcelos, Magaiver Santos e Marcelo Nakamura – com a música, a exemplo das gravações do EP “Os Maninhos”.

“Os Maninhos nasceu na quarentena de 2020. Marcelo Nakamura enviou uma mensagem sugerindo de nos encontrarmos para compor junto com Magaiver. Nesse período não havia show, então foram encontros que renderam cinco músicas que lançamos em maio de 2021 em formato de EP. Essas músicas cativaram alguns profissionais do audiovisual, e em pouco tempo já temos dois super clipes produzidos em parceria com artistas e produtores desse setor. A música tece esses encontros” relembra o produtor da série e membro do trio musical, Agenor Vasconcelos.



Repórter de A Crítica

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.