Segunda-feira, 06 de Julho de 2020
Cultura

Artistas do Brasil e do mundo se unem em live pelas florestas e povos indígenas

SOS Rainforest LIVE será transmitida pelo YouTube e TikTok para o Brasil e o mundo às: 16h de São Paulo e 15h Manaus



liveforest_7F3AC27B-DA8F-454A-B499-82FCB34CB9E9.jpg Nomes como Maria Gadú, Sting e Evandro Mesquita estão no line-up do evento
21/06/2020 às 09:37

Um show com grandes artistas do Brasil e do mundo será transmitido ao vivo pela internet, neste domingo, 21, com o objetivo de conscientizar a população e arrecadar fundos para o combate ao coronavírus entre os povos indígenas protetores de florestas tropicais ao redor do mundo, incluindo a Amazônia brasileira. 
Organizada pelas Rainforest Foundations da Noruega, do Reino Unido e dos Estados Unidos, a “SOS Rainforest LIVE” será transmitida pelo YouTube e TikTok para o Brasil e o mundo nos seguintes horários: 16h São Paulo (15h Manaus), 15h Nova York, 20h Londres e 21h Oslo.
Entre as presenças confirmadas, nomes como Sting, Anitta, Sandy, Iza, Milton Nascimento, Melim, Ana Vitória, Manu Gavassi, Caetano Veloso, Gilberto Gil, Carlinhos Brown, Aurora, Jorge Drexler, Maná, Manu Chao, Gaby Amarantos, Tony Garrido, Evandro Mesquita e Maria Gadú, que também é uma das curadoras do evento. 
Confirmaram suas participações líderes indígenas – como Sônia Guajajara e Dario Kopenawa Yanomami – e ativistas do meio ambiente –  como Camila Pitanga, Oona Chaplin e Sebastião Salgado – entre outros convidados. 
Em entrevista ao A CRÍTICA, Maria Gadu explicou como surgiu a oportunidade de participar e ajudar a organizar esse projeto. “Recebi o convite da Ana Luisa Anjos (produtora executiva) e Pedro Paulo Carneiro (diretor da live) para colaborar com o chamamento dos artistas para essa pauta prioritária e necessária. Além de angariar fundos para a contenção dos danos da pandemia, precisamos ampliar o círculo de aliades na causa. Com as informações das lideranças, queremos colaborar, trazendo mais visibilidade. A visibilidade é construída na coletividade, sempre respeitando e dando as mãos aos povos”, frisou.
Ela conta que fez o convite para artistas que conhece e  que tem contato afetivo, assim como pessoas que admira e que têm se mostrado disponíveis a amplificar assuntos como esse. 
“A cada liderança a mais que perdemos, e infelizmente estamos perdendo muitas, perdemos junto tantos saberes, tantas riquezas. É de entristecer e preocupar. A minha arte está a serviço disso. Espero que cada vez mais, com ações como essa, a gente consiga ampliar o número de pessoas com interesse nas causas socioambientais”, afirmou. 
A destruição das florestas tropicais é um dos principais fatores de emissões globais e da perda da biodiversidade, estando cada vez mais associada ao surto de doenças. “Os povos indígenas estão entre os mais vulneráveis ao novo coronavírus devido à sua maior suscetibilidade a doenças respiratórias e virais, além do pouco acesso a instalações médicas adequadas. No entanto, são eles que protegem os ecossistemas que defendem o mundo do surgimento de pandemias. Temos que nos unir para apoiar os povos indígenas agora”, diz Suzanne Pelletier, diretora executiva da Rainforest Foundation US.  
 

 



Três Perguntas para Evandro Mesquita

Como essa causa mexe com você e a sua arte?
Eu tenho uma ligação forte com as tribos do Matogrosso e do Acre. Então me convidaram para ser um dos artistas a participar da live nesse momento tão delicado e importante. São cinco florestas tropicais que ainda restam no mundo e os povos indígenas são os seus maiores guardiões. Nesse momento que estamos vivendo, de atropelo das florestas e dos povos indígenas, é necessário juntarmos um voz internacional com o pessoal daqui para um grito de união a esses povos. 


Qual será o repertório? 
Vou tocar “A Dois Passos do Paraíso” com o Overdriver Duo, de Porto Alegre. Com minha outra banda, a The Fabulous TAB, vou tocar “Beautiful World” do Colin Hay e fecho com “Você não soube me amar” com a Blitz.


Como vocês estão atuando nesse período? 
Estamos  tentando, com muita dificuldade, fazer lives, com todo um cuidado, respeitando todos os protocolos. Tem uma equipe técnica que sofre mais com a paralisação e amamos fazer música. Assim estamos fazendo, ajudando instituições filantrópicas e agradecemos as marcas que queiram se unir a essas iniciativas.

News whatsapp image 2019 07 22 at 18.05.21 90eb8751 43a8 4e1f 8e11 fa49c5f58238
Jornalista de A CRÍTICA

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.