Terça-feira, 17 de Setembro de 2019
FESTA

Artistas do Garantido e Caprichoso ajudam bois Touro Branco e Espalha Emoção

No Festival do Mocambo, artistas dos bois de Parintins colaboram substancialmente e relembram os primórdios da própria brincadeira dos bois Garantido e Caprichoso



aagora_parintins_F96E719F-3F7E-4B39-A447-E447FB7F3BF4.JPG Foto: Euzivaldo Queiroz
29/07/2019 às 08:25

Que os artistas parintinenses são geniais, isso ninguém dúvida. Que o digam quem frequenta o Festival Folclórico da Ilha Tupinambarana, os Carnavais de Manaus, Carioca e de São Paulo, eventos internacionais, etc. No entanto, é de se chamar atenção o fato de que eles colaboram substancialmente, em parceria com os mocambenses, na construção do que é o Festival do Mocambo do Arari, um evento que relembra, e muito, os primórdios da própria brincadeira dos bois Garantido e Caprichoso ainda em seu início, quiçá até embrionário. E diferente pela utilização, em suas alegorias e figurinos, matérias-primas da natureza como madeira, cascas de madeira, juta, cipó e outros.

A dança Pássaro Jaçanã, por exemplo, tem na suas fileiras ninguém menos do que o Pajé oficial do Boi Garantido, o artista Adriano Paketá: neste ano ele foi um dos responsáveis pelas coreografias apresentadas no último dia 26, além de  confeccionar o figurino do estreante casal de Rei e Rainha da associação folclórica, respectivamente Marlessandra Saiam e Genivaldo Júnior.

Por força de regulamento do Festival de Parintins,Paketá não pode atuar diretamente como item oficial de outra associação, mas colabora de forma destacada e grandiosa no Mocambo.

“É a primeira vez que eu participo do Pássaro Jaçanã, onde fiz o figurino do Rei e Rainha e ensaiei alguns itens individuais. Em 2014 e 2015 eu fui Pajé do Touro Branco, e este ano fui convidado pelo Jaçanã.  Vim contribuir, lapidar alguma coisa e assistir o que eles fazem, essa resistência cultural que existe aqui. É aprender também, pois em cada  lugar que vou eu aprendo alguma coisa. E aqui eu aprendi muito mais do que eu ensinei”, disse Adriano Paketá.

Em seu segundo como levantador oficial de toadas do Espalha Emoção, o experiente músico Edílson Santana, 50, confessa ser um apaixonado pelo Festival do Mocambo e pelo lugar.

Atualmente membro da ala musical do Boi Garantido, mas com passagens pelo Caprichoso, ele falou que a brincadeira mocambense, “por incrível que pareça, apesar das proporções diferentes, tem o mesmo peso e medida pois as pessoas são apaixonadas pelos dois bois e se importam com as tradições”.

Para ele, “é uma honra ser convidado para esta festa de pessoas, de um povo maravilhoso, com muito calor humano e que sempre nos recebem bem".

Edilson vai além ao confessar sentir, no Mocambo do Arari, “o mesmo arrepio que sente em Parintins”. “A magia está no ar e você só capta pro ambiente que você está, e o Mocambo é propício para grandes emoções”, destaca o músico paraense.

O mesmo boi foi trampolim para que o atual apresentador do Boi Caprichoso, Edmundo Oran, se destacasse: ele ocupava o mesmo posto no Espalha Emoção e, hoje, é animador de galera.

O celebrado compositor Adriano Aguiar também é do time oficial do Espalha Emoção, atuando como Amo do Boi e destacando-se por atuar sempre com um violão. Autor de um dos hits deste ano do vermelho e branco, “Garantido Imortal”, ele vai para o quinto ano como Amo do Espalha e disse que, no Mocambo, volta no tempo da Parintins de antigamente.

“A cada ano esse Festival vai crescendo. Eu sinto aqui no Mocambo o clima nostálgico da Parintins da década de 90, da parte do Chapão, do Horroroso, do começo do Festival da Ilha, uma coisa nostálgica. Aqui nós brincamos de boi; parece que no Bumbódromo de Parintins há uma pressão muito grande. Já o Festival do Mocambo é a válvula de escape para mim e outros integrante de Garantido e Caprichos. Aqui  o calor humano é muito próximo de nós”, explica ele, que emplacou este ano no Espalha Emoção as toadas “Apoio da Vaqueirada” e de lenda amazônica “Yakamaé”.

No Touro Branco existe uma dobradinha  curiosa entre azuis e vermelhos, com o apresentador Leonardo Pantoja, que é compositor do Boi Caprichoso, e o Amo Patrick Modesto, integrante da ala musical do Garantido.

“É uma coisa curiosa. Há alguns dias éramos adversários e hoje estamos do mesmo lado.  Temos amigos no Espalha e no outro lado. Faz parte da brincadeira”, disse Pantoja, coautor de três grandes toadas deste ano do Boi Caprichoso: “Armadura da Fé” (com  Ericky Nakanome), “Waiá-Toré" (com Ronaldo Barbosa Jr.) e “Mistura de um Povo" (com Rafael Assayag).

“Nosso tema, “Chão de Bravos”,  reflete a união de Garantido, Caprichoso, de Maués, numa vibe superpositiva”, exemplifica o Amo Patrick Modesto.

Mocambo-parintins

Existe também o “vice-versa", com artistas nascidos no Mocambo colaborando no Festival de Parintins, caso do artista de alegoria Kedson Pimentel, do Boi Touro Branco: pós-Mocambo atua em Parintins pelo Boi Garantido.

“Noventa por cento das pessoas que trabalham aqui vão trabalhar também em Parintins. Tenho certeza que se vier um artista de lá tentar fazer as coisas na Madeira ele não vai conseguir, vai ter que pensar antes, fazer um projeto...Nós, por outro lado, já temos experiência de 16, 17 anos aqui no Mocambo com os cipós, juta, cascas de madeira e outros materiais”, declara ele, filho do presidente do Touro Branco, Adauto Pimentel.

Olhando de fora

Se por um lado há artistas que colaboram dentro da Arena, fora dela uma importante figura bovina faz um trabalho diferente, mas não menos importante, no Mocambo. Trata-se do conselheiro tutelar Markinho Azevedo, que está no Mocambo neste final de semana a serviço.

Mesmo com cerca de 40 anos no movimento dos bois de Parintins, o ex-tripa do Boi Caprichoso e pai de Alexandre Azevedo, atual ocupante do item, disse que o Festival na Zona Rural relembra o que era antes Parintins.

“Esse evento do Mocambo lembra muito a Parintins de antigamente, o que era o nosso Festival”, conta ele, sorrindo e de boné – duas de suas principais características.

Repórter de A Crítica

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.