Quinta-feira, 18 de Julho de 2019
Vida

Artistas propõem novos olhares em festival de dança

Grupo de artistas está preparando a primeira edição do Festival Alimenta Dança (Fald) para o mês de setembro



1.jpg Extensão do Fald, primeiro “Alimenta Dança Project” terá performance “Chãu”, de Rider, Dimas e Getúlio Lima
24/08/2013 às 14:12

Terreno fértil onde proliferam iniciativas dedicadas aos mais diversos segmentos artísticos, a cidade de Manaus acaba de ganhar mais um evento para o seu calendário. De 19 a 21 de setembro, o casarão da Luppi Produções, no Centro, vai abrir as portas para a realização do primeiro Festival Alimenta Dança (Fald), que promete ser o mais novo espaço para a apreciação e reflexão a respeito da dança contemporânea produzida no Amazonas, no Brasil e no mundo.

No entanto, a repetição da fórmula “mais do mesmo” está longe de ser o objetivo do grupo de artistas que apresenta a proposta (independente, diga-se de passagem). O experimento é encabeçado por Francisco Rider, Damares D’Arc, Dimas Mendonça, Francis Madson e Denni Sales. Segundo eles, o próprio nome do festival já fornece uma pista do que o público poderá conferir.

A cada noite, uma “ceia amazônica” será servida ao público, que poderá acompanhar as performances enquanto participa da “comilança”. Jaraqui assado na brasa, picolé da massa e guaraná estão entre os itens do cardápio.

“Queremos fugir dos formatos batidos de festival, que geralmente têm uma programação fechadíssima porque dependem de uma curadoria ou da disponibilidade das instituições”, explica o coreógrafo Francisco Rider. De acordo com ele, o Fald será uma espécie de encontro onde as barreiras entre os intérpretes e o público serão quebradas.

“Nossa proposta é alimentar não somente os sentidos e os paladares, mas também a reflexão sobre questões da dança contemporânea, que dialoga com a linguagem das artes visuais, da performance e da arte culinária”, complementa ele, acrescentando que o festival dará autonomia para o artista gerir o seu próprio trabalho.

PROGRAMAÇÃO

A programação do Festival Alimenta Dança será divulgada nas próximas semanas, mas algumas atividades já estão confirmadas, como a apresentação do “Ritual de Afeto”, da intérprete Damares D’Arc, e do “Processo Natimorto”, de Dimas Mendonça.

Selecionado pelo Prêmio de Dança Klauss Vianna 2012 e pelo programa de residências do Rumos Itaú Cultural, o trabalho de Damares é um experimento inspirado nos banhos de ervas amazônicos. “Ele é baseado em minhas experiências pessoais, que me levaram a investigá-lo como um ritual de afeto e contato a partir da linguagem da dança contemporânea”, explica.

A convite do festival, a professora e pesquisadora Ítala Clay também fará uma análise dos trabalhos da coreógrafa estadunidense Trisha Brown a partir de uma vídeo-instalação.

CONTINUIDADE

Outra proposta do Fald é estender os seus efeitos para além dos três dias de programação, propondo outros encontros ao longo do ano através do “Alimenta Dança Project”.

A primeira dessas atividades será a apresentação da performance “Chãu”, com Francisco Rider, Dimas Mendonça e Getúlio Lima. O encontro vai acontecer no dia 22 de setembro, às 15h, na Associação dos Catadores de Resíduos Recicláveis do Amazonas.

Serviço
O que é: 1º Festival Alimenta Dança
Onde: Casarão da Luppi Produções (avenida Getúlio Vargas, Centro, ao lado da Academia Cheik Clube)
Quando: 19 a 21 de setembro, sempre às 20h

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.