Publicidade
Entretenimento
Vida

Artistas regravam "Do They Know It's Christmas?" para angariar fundos para luta contra o Ebola

O grupo de estrelas, intitulado 'Band Aid 30', regrava o clássico do 'ativismo radiofônico' no trigésimo aniversário da gravação original, da qual participaram artistas como David Bowie e Paul McCartney 17/11/2014 às 22:08
Show 1
Quarta regravação da música reuniu mais de 20 artistas
Lucas Jardim Manaus (AM)

Estrelas do rock e pop mundial se reuniram novamente em prol de uma causa social em uma gravação do clássico do "ativismo radiofônico" "Do They Know It's Christmas?", gravado pela primeira vez em 1984 para angariar fundos para combater a fome na África.

O novo grupo, intitulado 'Band Aid 30', regrava a música no trigésimo aniversário da gravação original, da qual participaram artistas como David Bowie, Paul McCartney, Sting e Duran Duran.

A versão 2014 do hit com mais de vinte artistas, entre eles Ed Sheeran, One Direction, Ellie Goulding, Bastille, Seal, Sam Smith, Sinéad O'Connor, Rita Ora, Emeli Sandé, Jessie Ware e Olly Murs (você pode conferi-la aqui)

Para alguns artistas, como o vocalista da banda britânica Coldplay, esse já é a segunda participação em um single ligado ao Band Aid. Para outros, como Bono Vox, vocalista do grupo irlandês U2, já é a terceira (Bono estava na gravação original).

A nova versão teve a letra levemente alterada para falar de um mal moderno, a epidemia do vírus Ebola, que assola algumas nações africanas. Já é a quarta vez que o single volta às rádios para fins humanitários: depois da gravação de 1984, ele foi regravado em 1989 e 2004.

História

O sucesso do Band Aid original (e sua canção) abriu as portas para o verdadeiro filão das filantropias com músicos e inspirou três continuações (Band Aid II, Band Aid 20 e Band Aid 30, de 2014), além de outros projetos similares como o USA for Africa, que, por sua vez, gravou outro clássico do gênero: "We Are the World".

Além disso, o projeto ainda inspirou seu idealizador, o ativista e roqueiro inglês Bob Geldof, a realizar uma série de shows também com fins filantrópicos, o Live Aid, em 1985, que se transformou em modelo do gênero.

Desde então, diversos eventos na mesma veia foram realizados, apoiando causas variadas. O próprio Geldof fez uma espécie de continuação do show, o Live 8 (assim nomeado por ter sido realizado simultaneamente em oito cidades diferentes), em 2005.

Publicidade
Publicidade