Publicidade
Entretenimento
'EU MUDO O MUNDO'

Ativista político e fotógrafo amazonense vira personagem em série da HBO

Christian Braga, fotógrafo e ativista da causa indígena é um dos personagens da série "Outros Tempos", lançada pela HBO. 13/06/2018 às 15:44 - Atualizado em 15/06/2018 às 15:31
Show whatsapp image 2018 06 13 at 15.27.24
(Christian Braga)
acritica.com Manaus (AM)

A HBO vai lançar, nesta quinta-feira (14), às 22h (horário local) o quarto episódio da série documental brasileira “Outros Tempos”, produzida junto com a Prodigo Filmes, e que terá como participação o fotógrafo e documentarista amazonense Christian Braga. A série, lançada dia 24 de maio deste ano no canal MAX, tem como objetivo retratar o que movimenta jovens brasileiros na faixa de 15 a 29 anos.

Serão, ao todo, oito episódios dirigidos por oito diretores diferentes. Cada episódio aborda,em ordem, os temas: Digital dating, feminismo, identidade, ativismo político, suicídio, sucesso, independência e casamento.

O quarto episódio, intitulado “Eu Mudo o Mundo”, deverá ser lançado nesta quinta-feira e conta com a participação do amazonense Christian Braga, que atua no ativismo político desde 2013, realizando trabalhos em territórios indígenas no país, atuante nas questões ambientais e na luta pela garantia dos direitos indígenas no Brasil e no mundo. 

“Esse quarto episódio tem a ver com jovens dentro desse engajamento político, como é que eles se movimentam, o que eles pensam, qual a visão política desse jovem atual, principalmente esse jovem que está na rua”, afirmou Braga.

Com trabalhos divulgados em organizações como Greenpeace, Al Jazeera e The Intercept, o fotógrafo e documentarista foi acompanhado pelas câmeras da HBO e conta, no documentário, sobre a ligação com o ativismo político e de que forma ele acontece no dia a dia.

Além do amazonense, outras duas pessoas serão personagens do episódio: a paranaense Camila Lanes, que esteve à frente do movimento secundarista durante as ocupações nas escolas de todo o Brasil em 2016, e Jaison Pongiluppi, ativista da agroecologia e que defende causas sustentáveis na Ilha de Bororé, na cidade de São Paulo.

No documentário, o fotógrafo serve como ponte entre os dois outros personagens. No papel de um comunicador livre, Christian acompanha o trabalho de Camila e Jaison e forma a grande espinha dorsal da produção, unindo três diferentes vozes atuando de diversas formas na luta por um país melhor.

"Eu fico muito feliz! Porque eu garanto que Manaus, no contexto Brasil, é pouco falado, a região Norte, a região amazônica é uma região que é pouco falada. Então ser fotógrafo, trabalhar com arte, principalmente hoje nesse processo de tecnologia onde todo mundo pode fazer foto e isso é incrível, mas a carreira de fotógrafo é muito complicada, ser militante que também é uma coisa muito difícil porque é um processo que você coloca o seu corpo a disposição de lutas e de lutas que você acredita. Então junta tudo isso com poder falar para muito mais gente, como é o caso deste documentário da HBO, eu fico feliz porque eu acho que é um reconhecimento necessário, porque não só eu como tem milhares de ativistas, milhares de fotógrafos nessas regiões e que não tem esse reconhecimento, né?”

O documentário foi gravado em outubro de 2016 e essa é a segunda temporada da série documental.

Sobre Christian Braga

Christian Braga, Amazonense, 27 anos, fotógrafo e documentarista. É membro fundador do Farpa, agência de fotógrafos documentais. Desde 2013 realiza trabalhos em territórios indígenas no país, participando de expedições e imersões documentais. Contribui para organizações de direitos humanos e socioambientais, além de portais de mídias independentes no Brasil e no mundo. Ativista e atuante nas questões ambientais e na luta pela garantia dos direitos indígenas, já contribuiu com organizações como ISA, Greenpeace, Mídia NINJA, Jornalistas Livres, Al Jazeera, Mobilização Indígena, The Intercept, entre outras organizações. Já expôs seu trabalho fotógrafico na 8ª Mostra SP de Fotografia, Paraty Eco Festival no Rio de Janeiro, Festival de Fotografia de Tiradentes em Minas Gerais, e esse ano participou com a agência Farpa do Doc Foto Feira Cavelete SP e do Foto Invasão na Red Bull Station, os dois em São Paulo.

Publicidade
Publicidade