Terça-feira, 28 de Janeiro de 2020
Vida

Atrasos marcam a terceira edição da Virada Cultural Manaus

A principal justificativa apresentada pelos organizadores do evento, para a demora das atrações foi à montagem da aparelhagem, que era própria de cada músico



1.jpg O show da banda de rock nacional RPM, que estava marcado para as 18h, foi atrasado em mais de duas horas
27/05/2012 às 23:37

Quem procurou diversão em um dos seis palcos espalhados pela cidade na Virada Cultural 2012, teve que aturar diversos atrasos e desorganizações. No sábado (26), a banda Bandaid demorou cerca de três horas para entrar no palco. No mesmo dia, a banda de rock nacional CPM 22 e enfrentou vários problemas técnicos durante sua apresentação, como falhas no som e em microfones.

Neste domingo (27), o principal atraso ocorreu no palco da Avenida das Torres. O show da banda de rock nacional RPM, que estava marcado para as 18h, foi atrasado em mais de duas horas. Para evitar mais transtornos à população, que já gritava exaltada, a apresentação da banda foi trocada pela do cantor Seu Jorge, que subiu ao palco às 20h50. O show do cantor Oswaldo Montenegro, marcado para as 20h na Ponta Negra teve inicio às 22h10 sob muita pressão da plateia, que estava insatisfeita com o atraso.



A principal justificativa apresentada pelos organizadores do evento, para a demora das atrações foi à montagem da aparelhagem, que era própria de cada músico.  



Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.