Domingo, 23 de Janeiro de 2022
LANÇAMENTO

Atriz Vanessa Pimentel estreia monólogo híbrido inspirado na escritora Clarice Lispector na sexta (10)

Evento terá transmissão online pelo YouTube, a partir das 20h. O monólogo une teatro, cinema e literatura, e é totalmente dedicado ao universo feminino e ao centenário da escritora Clarice Lispector



13df409a-9a80-4f9f-99a4-dcc8c9353143_42E2294F-E415-46BE-8DB2-23833C613422.jpeg Fotos: Larissa Martins e Leandro Iung
08/12/2021 às 18:13

Nesta sexta (10), ÀS 20h (Horário de Manaus), a atriz, arte-educadora e jornalista, Vanessa Pimentel, lança no Youtube: ‘Lua Vermelha: Clarice- O Caminho de Dentro’, seu primeiro monólogo híbrido, que une teatro, cinema e literatura, e é totalmente dedicado ao universo feminino e ao centenário da escritora Clarice Lispector.

Para assistir a estreia, acesse aqui o link do canal do projeto no Youtube:  https://bit.ly/youtubeluavermelha




O monólogo é inspirado e feito em homenagem ao centenário da escritora Clarice Lispector

Sobre o Roteiro

Por ser uma obra existencialista, de muita profundidade, no roteiro, Vanessa optou por entrecortar seus textos com recortes de obras célebres da escritora Clarice Lispector como  'Água Viva' e 'Perto do Coração Selvagem', em uma proposta narrativa que faz emergir muitos psiquismos, memórias, emoções e sentimentos, que, por vezes, permitem que história de uma Clarice (a da personagem) se misture com a da outra (a da escritora) e o espectador, em meio a isso, nem sempre saiba, ao certo, distinguir quem fala.

“Como sou artista, me perrmiti brincar bastante com a possibilidade de unir ficção e realidade,  ao longo do processo criativo de produção do roteiro e da construção de uma personagem intrigante, misteriosa, que possui uma alma vermelha, intensa, selvagem, que ao poucos vai sendo transformada em uma espécie de divindade, que é capaz de ressurgir..." Revela Vanessa.

O roteiro está dividido em oito atos :  I. Cinzas da Primavera II. As faces de Eva III. Obscuro Objeto do Desejo IV. Insustentável Leveza V. Retratos e Memórias VI. Uma pálida sombra VII. Doce Vertigem VIII. O ópio da terra 

Sobre a personagem

“Minha personagem (Clarice) representa um arquétipo feminino com suas diversas nuances, que lembra as fases da lua. A Deusa interior que habita em nós mulheres que geramos a vida, caos, e criamos todas as coisas existentes e viventes no mundo exterior. Essa voz guia, uterina, fluida que nos liberta, como em um rito de passagem, para além da vida. Levando -nos a revelar nossa verdadeira essência, através da jornada sagrada pelos quatro elementos: terra, água, fogo e ar.” Afirma a atriz.


Foto:  Leandro Iung

Referências e Inspirações

“Eu posso dizer que boa parte das minhas referências têm muito haver com a minha paixão pelo cine-arte, pela fotografia e outras estéticas. Desde sempre, o meu objetivo sempre foi construir uma obra artística que fosse antes de tudo, poética e imagética, e que eu pudesse imprimir, ao máximo, as minhas vivências pessoais com o Xamanismo, e também acadêmicas e profissionais, como a pesquisa de Cias como o grupo Vertigem (São Paulo) que dialoga diretamente com o espaço, isto é, com a geografia da cena, principalmente, quando nos remetemos à natureza e aos monumentos históricos em que a personagem está inserida, e também aos arquétipos femininos contidos na própria dramaturgia, quer seja na minha ou na da própria escritora Clarice Lispector” Declara a diretora Vanessa Pimentel, que continua:

“Ainda sobre referências, na perspectiva cinematográfica, antes de tudo, costumo dizer que, de modo geral, eu sou uma grande apaixonada pelo cinema, principalmente o antigo, o clássico, o europeu, e tantos outros. Admiro muito a estética que o diretor Ingmar Bergman consegue imprimir em seus filmes, como por exemplo,  “Persona “ e “Gritos e Sussurros”. 

E sobre o teatro ter uma linguagem híbrida, sou feliz por ter tido a oportunidade de aprender muito com o dramaturgo e diretor amazonense Francisco Carlos. A sua dramaturgia tinha muito dessa mistura de linguagens entre o teatro e o cinema. Gosto bastante da proposta dele de encenação, da estética de seus trabalhos e também do modo como ele conseguia misturar antropologia com temas clássicos, épicos e contemporâneos. Pra mim, ele sempre foi genial.” Conclui.

Cenários

‘Lua Vermelha’ também é uma declaração de amor à Manaus e um convite para que o público possa enxergar a cidade através do olhar mágico, poético, literário ritualístico e feminino, da personagem Clarice, interpretada pela atriz Vanessa Pimentel, que ao longo de boa parte das cenas, percorre inúmeros monumentos históricos e espaços culturais como a Praça Dom Pedro II, localizada no Centro Histórico de Manaus; Praça Heliodoro Balbi, antiga ‘Praça da Polícia’; Palácio Rio Negro (área de jardim); Parque Senador Jefferson Peres e o Igarapé Água Branca, último igarapé limpo de Manaus, localizado no Bairro Tarumã, elencado pela diretora, como uma forma simbólica de homenagear a cultura, os povos e a floresta Amazônica.

Apoio

O projeto ‘Lua Vermelha’ foi contemplado no Edital Prêmio Feliciano Lana, no ano de 2020, através da captação de recursos via Lei Aldir Blanc, e contou com o apoio do Governo do Amazonas, através da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa e do Governo Federal, da Secretaria Especial da Cultura, e também da Fundação de Cultura, Turismo e Eventos- ManausCult.

Sinopse

Uma escritora solitária e em crise, enquanto questiona-se sobre o real sentido da vida e reflete sobre as suas verdadeiras origens e memórias, revela ao espectador,  seus sentimento mais profundos como tristeza, angústia, medo e solidão, além de um forte desejo de liberdade, que está sempre presente em sua escrita poética, sensível, misteriosa e selvagem, que em muito se confunde com a vida e obra da escritora Clarice Lispector, seu alter ego.

Equipe Técnica

Roteiro: Vanessa Pimentel;  Direção Geral: Vanessa Pimentel; Produção Executiva: Wanessa Leal; Direção de Fotografia: Graziela Praia; Assistência de Direção: André Nascimento; (Assistência de Câmera:* Rafael Augusto; Atriz: Vanessa Pimentel; Captação de Áudio: Heverson Batista; Cabelo, Figurino e Maquiagem: Vanessa Pimentel; Direção de Arte e Cenografia: Wanessa Leal e Vanessa Pimentel; Montagem e Finalização: Manoel Castro Jr; Fotografias (Still): Larissa Martins e Leandro Iung e Assessoria de Comunicação: Wanessa Leal.

SERVIÇO

O QUE É? Lançamento do projeto Lua Vermelha
QUANDO? 10 de Dezembro 2021
ONDE? No Youtube. Para assistir, acesse: https://bit.ly/youtubeluavermelha
HORÁRIO: 20h00 (Manaus) e 21h00 (Brasília)
INFORMAÇÕES: (92) 98258-9133- Wanessa Leal (Assessoria de Imprensa)
REDE SOCIAL:  www.instagram.com/luavermelha.br

News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.