Publicidade
Entretenimento
Vida

Autor cria super-heróis mirins para entreter e educar com temas ligados ao meio ambiente

A história da “A Turma do Tucumã” é inspirada em personagens regionais, no universo dos gibis infantis e nos famosos super-heróis dos HQs 22/10/2015 às 10:54
Show 1
As revistas em quadrinhos têm grande capacidade para entreter e educar a criançada
Hellen Miranda Manaus

Não é de hoje que o universo das Histórias em Quadrinhos, com seus personagens e enredos marcantes, atraem gerações de leitores cativos. Desde a década de 1920, personagens como o marinheiro Popeye e o ratinho Mickey ganharam as páginas de HQ’s e se tornaram populares no mundo inteiro. A grande revolução dos quadrinhos foi a criação dos super-heróis, que desembarcaram na Terra com poderes jamais vistos por aqui.

Inspirado nesse universo imaginário, mas com apelo para a temática ecológica, o roteirista Ed Lúcio Alves idealizou “A Turma do Tucumã”. “Por influência de personagens regionais, como o Peteleco e o Curumim, quis criar super-heróis locais e que fossem possíveis, mas sempre com esse conceito de ecologia”, revela Ed.

As revistas em quadrinhos têm grande capacidade para entreter e educar a criançada. De acordo com o autor, a proposta do projeto é justamente essa. “Além de estimular a fantasia e o prazer da leitura, espero orientar as crianças a cuidar do meio ambiente, realizando tarefas simples como jogar o lixo no lixeiro, evitar o desperdício de água e energia e reciclar as garrafas PET, protegendo assim os mananciais e os seres vivos do bioma regional”, explica.

Ainda segundo ele, outra intenção é mostrar para os pequenos que as brincadeiras a moda antiga são mais saudáveis e divertidas. “Hoje a criança vive em um mundo artificial, onde pouco se conversa. Esse é o lado ruim da tecnologia. Já as histórias em quadrinhos são capazes de te envolver em altas aventuras, onde tudo é possível”, completa o artista.

Primeira edição

O primeiro número da revista “A Turma do Tucumã” conta a origem dos superpoderes de cada personagem e mostra o treinamentos dos novos heróis para o leitor. A turma é formada pelos amigos Tchuca, Bernardo, Nicolas, Gio, João e Guida, que após comerem tucumãs irradiados com uma radiação especial, adquirem poderes extraordinários e juntos viverão muitas aventuras.


Ed Lúcio Alves, autor de “A Turma do Tucumã”

Segundo Ed Lúcio, a referência para criar os personagens infantis veio de dentro de casa. “Meu filho de um ano, o qual eu quis homenagear, e todos os meus sobrinhos foram inspiração para criar o grupo, até os maiores refletiram com suas características próprias nos heróis mirins”, destaca. Além das crianças que formam o núcleo principal das estórias, há vários outros personagens secundários, entre eles o robozinho Led, o alienígena Neilah, os metamorfos e o vilão Dr. Destrua.

O grande responsável pelos desenhos da revistinha foi o Jack Cartoon e a arte final ficou por conta do design e pedagogo Augusto Vieira. Já na segunda edição do gibi, prevista para ser lançada ainda este ano, a turma viverá uma nova aventura. “Eles já voltarão com esses poderes e não serão mais humanos. Agora terão suas roupas de super-heróis e uma missão mais assustadora envolvendo a seca do rio e as garrafas PETS”, revela o autor.

Para este segundo número, ele adianta que serão 50 mil exemplares produzidos.  Quase o dobro da primeira edição, onde foram rodados 30 mil. Até a fase adulta dos personagens, estão previstos dez edições. Além da revista em quadrinhos, a Turma do Tucumã, disponibiliza tirinhas e reportagens ecológicas no site oficial e rede social.

Novos planos

Outro projeto do autor é transformar esses super-heróis regionais em bonecos e apresentá-los em  peças teatrais. “A ideia é fazer apresentações desses bonecos até em dezembro deste ano, aproveitando as férias da criançada”, adianta.

Serviço

O quê: Revista em quadrinhos “A Turma do Tucumã”
Onde: distribuída gratuitamente ao abastecer nos postos Equador
Contato: (92) 98835-1079 ou turmadotucuma@gmail.com

Publicidade
Publicidade