Quarta-feira, 24 de Julho de 2019
LITERATURA

Autores têm textos publicados em antologia que homenageia Clarice Lispector

Alberto Alencar, Cristiane da Silva Freitas, Cintia Almeida, Grace Cordeiro, Sálvia Haddad e Yasmim Santos se inscreveram no processo seletivo, e tiveram suas obras eternizadas no livro publicado no último dia 4 de dezembro



1482275045959910.JPG
21/12/2016 às 12:18

Cinco autores amazonenses e uma residente da capital -, estão entre os 67 escritores brasileiros de diversas partes do país que foram contemplados com a publicação de seus textos na edição 2016 da Antologia de Prosadores e Poetas Brasileiros Contemporâneos. A publicação da vez homenageia a escritora e jornalista naturalizada brasileira Clarice Lispector. A iniciativa é da editora Porto de Lenha. Alberto Alencar, Cristiane da Silva Freitas, Cintia Almeida, Grace Cordeiro, Sálvia Haddad e Yasmim Santos se inscreveram no processo seletivo, e tiveram suas obras eternizadas no livro publicado no último dia 4 de dezembro.

A editora selecionou os quatro melhores textos enviados, e entre eles está "Apenas Um Desencanto Da Lobo D'Almada", de Alberto Alencar. O amazonense ficou em primeiro lugar e, por isso, recebe medalha e certificado de reconhecimento pelo texto.  Ainda entre os 30 primeiros que obtiveram ótima pontuação, Cristiane da Silva, Grace Cordeiro e Sálvia Haddad também receberam o certificado de reconhecimento pela qualidade literária de suas obras.

Mulheres em cena

Licenciada em pedagogia pela Universidade do Estado do Amazonas (UEA), Cristiane da Silva Freitas tomou conhecimento da seleção através das redes sociais. "Até então eu desconhecia a Editora Porto de Lenha. Quando li que estavam selecionando autores para compor o livro, acessei o site por curiosidade, li o edital e muito me alegrou a possibilidade de ter algum texto publicado, mesmo estando receosa, pois era o primeiro concurso literário que participei", afirma. De acordo com Cristiane, seus poemas "Rotina" e "Fera e Bela", selecionados para a antologia, foram escritos para uma aula da faculdade. "A professora pediu para que registrássemos as aulas em um caderno como se fosse um diário e, que poderíamos além do registro, escrever ou colar coisas inspiradoras nele". Daí nasceu os poemas.

A acadêmica de Pedagogia Cintia Almeida nasceu na cidade de Oriximiná-PA, mas adotou Manaus como seu porto seguro. Ela participou da edição 2015 da antologia. "Fui convidada novamente para participar. Na primeira edição expressei a linguística regional através de um causo amazônico voltado para o público infantil e desta vez, decidi ousar e falar sobre as belezas da Amazônia, lugar de diversos animais, plantas e uma cultura que impressiona com suas peculiaridades", explica. Cintia afirma que suas escritas são voltadas para diversos tipos de público. Ela foi incluída no livro, com seu poema “Amazônia Luz”.

O fato de a edição homenagear a escritora Clarice Linspector foi um fator principal para Sálvia Haddad enviar seus textos para a editora. "Tomei conhecimento da antologia esse ano e decidi participar. A escolha da Clarice foi um motivo a mais para eu me inscrever, por ela ser mulher, e pela admiração que tenho por sua obra. Ela trata muito dos temas psicológicos, humanos, me identifico", diz. Sálvia é autora de “Mel e Fel – retalhos de vida”, lançado em 2013, que reúne seus primeiros textos em forma de crônicas e “Olhos de Capitu – Outros retalhos e alguns poemas”, que marca sua estreia na poesia.

A mais nova da turma, Yasmim Santos, não deve nada aos colegas de edição. Suas crônicas já foram publicadas nos livros Antologia de Prosadores e Poetas Brasileiros Contemporâneos de 2015 e Coexistência, ambos publicados pela editora Porto de Lenha. Ela ficou sabendo da edição através das redes sociais. "Sigo a página de várias editoras, tento me manter informada sobre os eventos literários. Ter uma antologia publicada com vários outros autores é uma experiência incrível. Sobre a homenageada do ano, Yasmim afirma que ela é uma de suas inspirações. "Não tem como não se inspirar nessa mulher. Quando conheci ela, me vi em seus personagens. Ela tem um mistério, algo que os leitores precisam desvendar. Toda essa inquietação e sua história de vida é bastante inspiradora", afirma. Yasmim também cita o poeta amazonense Thiago de Mello. "Ele sempre diz 'se você quer ser uma escritora, seja você mesma, isso te levará além do que você imagina', e levo isso como um conselho de motivação", conta. Natural de Anori-AM, a crônica de Yasmim é intitulada "1.9". "A crônica fala sobre minha experiência quando tinha 15 anos, e de como houve a mudança dentro de mim ao vir para a cidade grande em busca de experiência", complementa.

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.