Publicidade
Entretenimento
TV

Baby Rizzato relembra trajetória de meio século na TV amazonense em programa

Apresentadora e colunista participa do "Roda Viva" nesta quinta-feira (4), às 22h30, na TV Cultura 03/10/2018 às 19:04 - Atualizado em 04/10/2018 às 09:22
Show  ndice 25942feb 371b 4361 aa5e 5fce5d91c791
Foto: Márcio Silva
Hanne Assimen Manaus (AM)

Jornalista de ofício e de herança, autêntica e apaixonada pelo universo do fazer comunicação pela TV. Prestes a completar 50 anos de carreira profissional em 2019, Baby Rizzato é um ícone da televisão amazonense e foi a entrevistada do programa “Roda Viva”, da TV Cultura, que vai ao ar nesta quinta-feira (4), às 22h30. Posteriormente, o programa poderá ser conferido no canal “Roda Viva Amazonas” no YouTube.  

A bancada de entrevistadores contou com a participação da  presidente da Fundação Televisão e Rádio Cultura do Amazonas (Funtec), jornalista Celes Borges, do jornalista e produtor de TV Kid Mahall -  que foi produtor do programa de  Baby Rizzato na TV A CRÍTICA durante 22  anos -  e do jornalista e colunista social de A Crítica, Júlio Ventilari. A apresentação e mediação fica por conta de Arthemisa Gadelha.

“Minha vida toda foi dentro da televisão”, afirma Baby. A apresentadora carrega um currículo extenso e uma carreira profissional inspiradora. Apresentou o programa “Nosso Encontro”, que foi ao ar todos os sábados, de 1972 a 2015. Com uma dinâmica diversificada e sempre inovando, o programa contava com temas como moda, culinária, música, entrevistas, colunismo social e promoção de debates polêmicos, como temas de interesse público e participação de autoridades locais.

Baby iniciou sua carreira ainda muito jovem, quando ainda estudava no Instituto de Educação do Amazonas. Por interesse de informar, ela começou a escrever o informativo da escola, com apoio da direção. “Achava incrível os jornalistas frequentarem a minha casa e eu ir à associação de imprensa encontrar com meu pai e ver que aquela conversa com os demais colegas de profissão eram notícias no dia seguinte em toda a cidade”, recorda, empolgada.

A primeira experiência profissional  foi na televisão Ajuricaba, nos idos de 1969, onde apresentou “O Baile dos Debutantes”. Em 1970, apresentou “Sempre às quintas”. Logo depois migrou para a TV Baré (Diários e Rádios Associados), e posteriormente para TV A Crítica, onde mostrou todo o seu carisma durante 43 anos com o programa “Nosso Encontro”. A jornalista também escreve, há 45 anos, uma coluna no Bem Viver, veiculada sempre os sábados.

Reconhecimento

Baby Rizzato se orgulha de ser a única profissional de comunicação no Amazonas a receber todos os prêmios e troféus de reconhecimento oferecidos pelos Poderes Legislativo e Judiciário do Estado. “Eu ostento muito com todas essas honrarias dizendo que esses Poderes são generosos e o povo dessa terra é extremamente generoso, pois me deram audiência para permanecer no ar por 43 anos. Sou grata!”, afirma.

A apresentadora e colunista  destaca que tem apreço especial pela Melhada Ruy Araújo, pois além de ter sido fruto de uma indicação do seu  amigo Marcos Rotta, considera a honraria de exímia importância pela personalidade que dá nome à medalha - Araújo foi amigo íntimo de seu pai. Ela destaca ainda a Medalha de Ouro Cidade de Manaus, para a qual foi indicada pelo vereador Plínio Valério.

Nos períodos em que estava afastada da área de comunicação, Baby passou quatro anos como chefe de cerimonial do governo Gilberto Mestrinho, na época da liberdade dos presos políticos, e exerceu a mesma atividade na gestão de Alfredo Nascimento.

Família

Baby conta que tem dois filhos, mas o interessante é que nenhum quis se dedicar ao universo da comunicação. O filho escolheu ser professor de ensino superior e a filha atua na área de planejamento do Tribunal de Justiça do Amazonas.

Atualmente, Baby Rizzato se dedica à sua coluna social e  a uma empresa de publicidade em Manaus. Mas, revela que ainda sonha em colocar em prática, em breve, um próximo programa na meio que se tornou sua maior paixão: a televisão.

Publicidade
Publicidade