Publicidade
Entretenimento
REVEILLÓN

Bairros de Manaus comemoram virada do ano com shows musicais e queima de fogos

Além das festas na Ponta Negra, Educandos e Zona Leste, vários outros bairros vão festejar o Reveillón: Viver Melhor, Col. Antônio Aleixo, Bela Vista e Mauazinho 25/12/2017 às 18:58
Show 15
Foto: Divulgação/ Ingrid Anne
acritica.com

Além das tradicionais festas de Reveillón no Complexo Turístico da Ponta Negra, na Zona Oeste de Manaus, no bairro Educandos, Zona Sul, e no Shopping Phelippe Daou, na Zona Leste, vários outros bairros da capital amazonense também vão usufruir de shows musicais para comemorar a virada do ano: o conjunto Viver Melhor, Zona Norte, a Colônia Antônio Aleixo, o Bela Vista e Mauazinho, ambos na Zona Leste.

Na Colônia Antônio Aleixo, a comemoração da virada do ano inicia com um louvor a Deus, a partir das 19h. Em seguida, começam os shows musicais com a banda “Forró Gaiato”, às 21h, e a atração nacional “Rogerinho da Bahia”, às 23h, “Banda Impakto”, entre outras atrações. A festa também inclui queima de fogos durante o Réveillon.

“Este é o nono réveillon do nosso bairro e nos sentimos muito felizes. As famílias ficam no bairro comemorando a virada do ano. Este ano nós teremos sete minutos de fogo​s​ e ​o ​palco será montado na praça Tancredo Neves”, contou José Batista Colares, organizador do evento.

Já na Zona Norte, no conjunto Viver Melhor, este ano serão nove horas de festa, com queima de fogos e show do cantor paraense Wanderley Andrade. O palco será montado na rua Ágatha Azul esquina com a avenida da Conquista, que fica entre a feira do Viver Melhor e a Igreja da Sagrada Família.

“Há quatro anos o Viver Melhor tem o seu próprio Réveillon, numa parceria entre a associação de moradores e a prefeitura por meio da Manauscult. Isso facilita muito a vida dos moradores, pois não precisam se deslocar para fora do conjunto para ter uma festa de qualidade. Além dos shows, as barracas de alimentação são disponibilizadas aos moradores para que eles possam realizar suas vendas e faturar nesse período, o que é bom, pois o dinheiro circula no nosso bairro”, comentou Sinval Trindade, um dos organizadores da festa.

As festas da virada ocorrerão ainda no bairro Mauazinho e na comunidade Bela Vista. Todas as festas contam com apoio da Prefeitura de Manaus, por meio da Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult).

Réveillon de Manaus

Os três pontos do Réveillon de Manaus 2018, realizados pela Prefeitura de Manaus, reunirão quatro atrações nacionais e mais de 130 artistas locais. Ao todo, envolvendo todas as atrações locais, serão investidos R$ 375 mil. Nos bairros, a Manauscult prevê o apoio estrutural para os eventos. Um dos principais nomes da musical local, o artista Nunes Filho, tradicionalmente, participa das festas de Réveillon da Cidade de Manaus.

“Eu fico feliz em participar mais uma vez desse Réveillon que a prefeitura promove a partir da Manauscult. Já participei nos três pontos. Três vezes na Ponta Negra, três vezes na Itaúba e essa é a segunda vez que eu vou ao Educandos. Aproveito para convidar a população do São Lázaro, Betânia, Morro da Liberdade, Santa Luzia, Colônia Oliveira Machado e redondezas para o Réveillon do Educandos, estarei lá fazendo a festa a partir das 2h30”, convidou o cantor.

Já a Dj My Seven participará pela segunda vez do Réveillon de Manaus com uma das atrações. Para ela, a descentralização do evento consegue contemplar a classe dos artistas e músicos que tem a oportunidade de fazer uma grande apresentação para um público diversificado. “Esse formato que a prefeitura tem adotado em realizar o Réveillon em diversos pontos da cidade é uma estratégia muito positiva, porque torna ainda mais acessível essa grande festa”.

Carreira nacional

Trabalhando na carreira nacional, a cantora Márcia Novo reconhece a importância de ter o trabalho reconhecido em Manaus. E destaca que o Réveillon de Manaus, realizado em diferentes bairros, proporciona essas oportunidades.

“Para o povo reconhecer sua música, ele precisa ter acesso. Eu nunca esperei levar minha música para a zona Leste, e hoje tenho até fã clube lá. Muita gente não conhecia meu som, e esses eventos nos bairros são extremamente importantes”, comentou.

Publicidade
Publicidade