Publicidade
Entretenimento
Vida

'Balada caseira': alternativa de diversão fora do circuito noturno

Amigos alinham gostos em comum para personalizar festas em frente à televisão 24/05/2013 às 09:42
Show 1
Amigas praticantes de Muay Thai assistem lutas juntas
Loyana Camelo Manaus, AM

Boas companhias, bebidas e conversas agradáveis -  motivos que levam muitos notívagos a esperarem com ansiedade pelo fim de semana - não estão invariavelmente na casa de show ou boate mais próxima. Tanto, que três grupos de amigos com interesses em comum provaram ser possível divertir-se de um jeito bem caseiro. Por madrugadas adentro, eles personalizam a festa como gostam: em frente à TV.

A “balada” caseira tem fortalecido laços entre amigos que, por conta do cotidiano atribulado, acharam no gosto alinhado por lutas televisionadas, séries ou filmes uma forma de se reunir em um ambiente menos impessoal. A alternativa foi encontrada pelo analista de sistemas Rommel Sousa, quando há alguns anos percebeu que pelo menos dez de seus amigos nutriam o seu mesmo interesse pela série americana “Lost”.


“Nas primeiras duas ou três temporadas de ‘Lost’ não fazíamos reuniões, cada um assistia na sua casa mesmo. Como havia um interesse comum pela série - e quem acompanhou na época sabe que uma das diversões era discutir teorias - surgiu a ideia de assistirmos os episódios juntos”, afirma Sousa.

Com o término de “Lost” em 2010, o costume perseverou e hoje é mantido com sessões da série “Game of Thrones” - que já está em sua terceira temporada. De acordo com Rommel Sousa, sair à noite para reunir os amigos foi ficando cada vez mais difícil à medida que estes foram casando e os filhos nascendo. As sessões, portanto, se tornaram frequentes e aguardadas por todos.

“Sair à noite está longe de ser a única diversão possível. Sempre procuramos reunir os amigos em casa, seja para assistir um filme ou jogar alguma coisa, nem que seja conversa fora. São programas simples, onde o que importa é a companhia”, conta.

Cinetílicos


Já a auditora fiscal Daniela Torres encontrou nos filmes um meio de não perder contato com os ex-colegas de curso de cinema feito em 2010. Nasceu assim o grupo Cinetílicos, formado por amantes da sétima arte que se encontram uma vez por semana para sessões cinematográficas regadas a vinho.

Daniela explica como funciona a dinâmica. “A pessoa que está na vez escolhe um tema e dá uma pequena aula sobre ele. Então, apresenta quatro filmes que se encaixem nesse tema e ao fim, fazemos uma pequena discussão sobre os aspectos”, conta.

As sessões dos Cinetílicos são tão apreciadas pelos seus membros, que ao se mudar para sua atual residência, Daniela decorou a sala de estar no sentido de melhor recebê-los: sofá grande, home theater e estante com vários DVDs. Assim, sair à noite apenas por sair ficou obsoleto, quando se pode unir os amigos desta forma. “Esse grupo é formado por pessoas que amam cinema, então para nós, nossas reuniões podem ser bem mais interessantes do que sair à noite. Cada um leva uma comidinha, um vinho e assiste um filme bom. A gente adora”.

Amigas de luta

Ao que tudo indica, os esportes de luta são uma febre não apenas entre os homens. A prova está num grupo de meninas que praticam muay thai juntas não perdem a oportunidade de assistir lutas televisionadas para conferir na prática o que aprendem na academia.

A advogada Cyntia Lima é uma das que puxam o bonde. “Como praticamos diariamente alguns dos golpes dos lutadores do UFC, isso naturalmente desperta o interesse coletivo em assistir as lutas”. O local das reuniões varia, mas assim como para os amigos de Rommel e Daniela, o mais importante é a companhia.

Sugestões

AS CINCO MELHORES SÉRIES DE TV DE ACORDO COM O IMDB.COM

1º - Game of Thrones
2º - The Walking Dead
3º - The Big Bang Theory
4º - Breaking Bad
5º - How I Met Your Mother

Publicidade
Publicidade