Publicidade
Entretenimento
REGGAE

Banda Casulo reúne formação original para ‘mini turnê’ a partir de 1º de março

Quinteto de Manaus completa 16 anos de estrada em 2018 e comemora data com cinco shows na capital amazonense 21/02/2018 às 16:45 - Atualizado em 22/02/2018 às 14:28
Show bv0321 51f
(Foto: Divulgação)
Tiago Melo Manaus (AM)

“Não é bem um retorno, porque nunca paramos de tocar. É mais um reencontro”, explicou o guitarrista Adonai Chacon, da banda Casulo, que inicia em Manaus uma “mini tour”, com cinco shows, a partir de 1º de março, com participação especial da Johnny Jack Mesclado. A primeira parada é a casa de show Porão do Alemão.

“Nosso vocalista, o Adonay Brasil, mora no Rio Branco, e todos nós temos projetos paralelos, por isso tocamos esporadicamente, com menos frequência”, afirmou Chacon. O músico ressaltou ainda que a última vez que a banda esteve toda reunida com a formação original completa – com Adonay Brasil no vocal, Alex Gil na guitarra, Maca Costa no baixo e Rondinele Reis na bateria – faz mais de um ano e meio.

No dia 2 de março, o show será no Os Intocáveis, localizado na rua Rio Jutaí, Vieiralves. Em seguida, a banda se apresenta no dia 3 de março, no Jack'n' Blues Snooker Bar, rua Nova Palma, Vieiralves. “O dia 3 vai ser especial porque no local teremos a presença do Marcão, ex-guitarrista da Charlie Brown Jr, tocando junto com a banda Bates, em tributo ao Chorão”, disse Chacon.

Já no dia 9, a Casulo retorna ao Jack'n' Blues para mais uma apresentação, e encerra a mini turnê no dia 10, quando abre, ao lado da Critical Age, para o último show do O Rappa, no pódium Arena da Amazônia.

De acordo com Chacon, apesar de ter nascido como uma banda cover, a Casulo, cujo nome foi tirado de uma música da Natiruts, logo partiu para o lado autoral. De lá para cá, foram 16 anos de estrada, dois álbuns e um DVD gravado ao vivo no Tropical Hotel.

“No repertório desses shows vamos tocar as nossas músicas que não podem faltar, como ‘Yara’ e ‘ Meu Lugar’, e alguns covers como Natiruts, Armandinho e Onze:20, que se a gente tirar do setlist o público reclama”, disse o músico.

Segundo Chacon, o quinteto está empolgado com o reencontro e já planeja uma possível volta aos estúdios. “Além da saudade de tocarmos juntos para o nosso povo, também temos muita música engavetada, pronta para ser gravada. Quem sabe esse ano não lançamos algumas novidades”, concluiu ele. Quem quiser, pode acompanhar a banda através das redes sociais: Instagram (@casulooficial) e Facebook (banda Casulo)

Publicidade
Publicidade