Publicidade
Entretenimento
Vida

'Banda da Bica' ganha dupla homenagem em forma de filme

Com duração de 14 minutos, o documentário dirigido por Keila Serruya, traz entrevistas com idealizadores da banda e com outros personagens. Emyle Araújo também vai transformar o sucesso de marchinhas em um longa 26/01/2013 às 09:19
Show 1
A realizadora audiovisual Keila Serruya
Mellanie Hasimoto ---

Uma das bandas de Carnaval mais tradicionais da cidade ganha dupla homenagem em forma de produção audiovisual. A primeira, que estreia na próxima quinta-feira, 31, é intitulada “Nessa cidade todo mundo já bebeu na Bica” e dirigida por Keila Serruya. O segundo documentário começou a ser rodado esta semana, mas vai focar na “poética carnavalesca”.

“A Bica é um banda onde tive diversas experiências pessoais. Frequento a festa desde muito menina, e é uma ocasião para reunir toda a família, pois só toca marchinhas, mesmo não tendo papas na língua quando trata de alguns tropeços políticos de nossa cidade”, ressalta a realizadora audiovisual Keila Serruya.

Irreverente

Com duração de 14 minutos, o documentário de Keila traz entrevistas com idealizadores da banda e com outros personagens que estiveram próximos da construção da festa, imagens e fotografias de edições anteriores dessa que, ao longo dos anos, tornou-se uma das bandas de Carnaval de rua mais conhecidas da capital amazonense.

A ideia para o documentário, conta Keila, surgiu em fevereiro de 2010. “A proposta inicial está bem distante do filme pronto, mas o produto audiovisual resultado é realmente o desdobramento da pesquisa, não só histórica, mas também da pesquisa estética do documentário”, completa.

O curta-metragem de Keila Serruya vai estrear na próxima quinta-feira, 31, às 19h, no Cine Teatro Guarany (av. Sete de Setembro, 1546, Centro, Villa Ninita, anexo ao Centro Cultural Palácio), com entrada franca.

De TCC a longa

O que era para ser o trabalho de conclusão do curso da jornalista e diretora Emyle Araújo vai se transformar em um longa. O objetivo de “A Bica por quem brinca” (título provisório), de acordo com a diretora, é captar a emoção de quem curte brincar de Carnaval.

“Quando a minha escola entra na avenida, eu choro. Quando começa a tocar ‘Ó, quarta-feira ingrata’, eu também me emociono. Então, quero mostrar o sentimento de quem curte e vibra com o Carnaval”, disse.

O longa-metragem começou a ser produzido esta semana, mas já conta com 19 pessoas na equipe, incluindo o videomaker Gabriel Ghidalevich. “Nosso objetivo é flagrar momentos inusitados durante a festa e ouvir boas histórias da boca de quem sabe o que é Carnaval. Ou não”, completou Emyle.

As filmagens continuam durante todo o Carnaval, então quem tiver alguma história boa da Bica para contar, basta contatar a produção, que estará presente durante os ensaios da banda, que acontece toda quinta-feira, no indefectível Bar do Armando, sede da Bica, localizado no Largo de São Sebastião.

Publicidade
Publicidade