Quinta-feira, 21 de Novembro de 2019
Vida

Banda marcial da escola estadual Petrônio Portela é destaque na 7ª Semana de Música da Ufam

Desenvolvido em dezenas de escolas na capital e interior do Amazonas a iniciativa tem como foco o desenvolvimento social dos estudantes estimulando a percepção musical, a criatividade, iniciativa e a autodisciplina



1.jpg Banda marcial da Escola Estadual Petrônio Portela
12/06/2013 às 18:15

A banda marcial da escola estadual Petrônio Portela foi uma das atrações da 7ª Semana de Música da Universidade Federal do Amazonas (Ufam). Com o tema “Música: Linguagem, Ciência, Arte e Educação” o evento reúne nesta semana, entre 10 e 14 de junho, exposições, performances e debates sobre temas relacionados à educação musical, etnomusicologia e novas tecnologias.

Com oitenta integrantes, a banda marcial da escola estadual Petrônio Portela, a convite do Departamento de Artes da Ufam, apresentou-se na última terça-feira no hall principal do Instituto de Ciências Humanas e Letras (ICHL) para graduandos participantes da Semana de Música, professores universitários e público em geral.



Segundo a organizadora da semana temática, professora Lucyanne Afonso, a banda escolar foi convidada para propiciar a interação e a troca de conhecimento com especialistas de outros ramos artísticos e musicais. “É uma banda belíssima e a qualidade musical de seus instrumentistas é destacável. Tendo em vista o caráter educativo proporcionado por esse trabalho realizado com alunos do ensino básico precisamos firmar parcerias para que mais escolas tenham acesso a projetos como este”, citou a professora.

O maestro e instrutor da banda marcial, Wellington Victor, destacou o convite feito pelo Departamento de Artes da Ufam e considerou salutar a interação com a comunidade universitária. “Nosso papel é revelar junto aos alunos seus dons e fazer com que eles desenvolvam seus talentos, impulsionando-os inclusive para o aperfeiçoamento em instituições como a Ufam onde eles possam – no ensino superior – lapidar suas habilidades. Os frutos já estão sendo colhidos e o resultado disso é o grande numero de alunos nossos (da escola Petrônio Portela) que ingressaram no curso de música da Ufam.”, destacou o maestro.

Projeto é desenvolvido em toda a rede

O projeto “Fanfarra Escolar” coordenado pela Secretaria de Estado de Educação (Seduc) vem se destacando ao longo dos anos por revelar e aprimorar talentos. Desenvolvido em dezenas de escolas na capital e interior do Amazonas a iniciativa tem como foco o desenvolvimento social dos estudantes estimulando a percepção musical, a criatividade, iniciativa e a autodisciplina.

Segundo o coordenador do projeto, Aldecy Lopes, a participação coletiva dos estudantes no desempenho das atividades melhora a auto-estima e consequentemente favorece a melhoria do rendimento escolar, aliando a teoria à prática. “Além do conhecimento musical, nosso objetivo maior com o projeto é contribuir com o desenvolvimento dos jovens e adolescentes, 

estimulando a participação destes no ambiente escolar. Do ponto de vista artístico, como as fanfarras trabalham com uma grande variedade instrumentos, eles aprendem um pouco de percepção, ritmos variados e até mesmo a dança”, explica Aldecy Lopes. “Neste sentido a fanfarra torna-se um poderoso instrumento que auxilia o fazer pedagógico por meio de atividades práticas, desenvolvendo as habilidades e competências dos estudantes” completou o maestro Wellington Victor.

Com atividades entre os dias 10 e 14 de junho a “Semana de Música da Ufam” abrange palestras, mesas redondas e oficinas, além de concertos musicais. Entre os convidados, estão a soprano catarinense Kalinka Damiani, que ministrará oficina e fará concerto solo no encerramento da ‘semana’. Outro destaque é a pianista coreana Mi Duk Hong, que também terá participação no evento universitário, que é aberto ao público. 

*Com informações da Assessoria de Comunicação da Seduc


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.