Terça-feira, 23 de Julho de 2019
Vida

Banda paulista ‘Worst’ traz estilo hardcore ao Ao Mirante Bar neste sábado (1), em Manaus

Grupo de amigos criado para fomentar a cena autoral do ritmo faz seu primeiro evento trazendo a banda Worst de São Paulo. União Hardcore Manaus foi criada após falta de eventos voltados para o estilo na capital



1.jpg Worst é formada por Tiago Hóspede, Schaefer, Thiago Monstrinho e Ricardo Brigas
31/10/2014 às 14:47

Malgrado a aparência marrenta, os músicos e fãs de hardcore cultivam entre si um nobre sentimento capaz de ultrapassar dificuldades para fortalecer a cena do estilo. Na capital amazonense, um grupo de amigos observou justamente essa carência específica, ligada a eventos que valorizassem o trabalho autoral, e resolveu tomar as rédeas criando a União Hardcore Manaus. O primeiro evento do coletivo acontece neste sábado (1) no Ao Mirante Bar, trazendo a banda paulista Worst como atração nacional e pré-show com HC 90 e Protestantes HC, ambas locais.

Criada em 2011, a Worst já carrega consigo uma vasta legião de entusiastas. Não à toa, a turnê Norte-Nordeste do grupo já estava fechada quando, a pedido da União Hardcore, a capital baré foi incluída na rota. O esforço conjunto chamou atenção do baterista Fernando Schaefer, que se diz cheio de boas expectativas para esse primeiro show em Manaus.

“Será uma união de pessoas que gostam de hardcore, provando que esse é um ritmo que quebra barreiras”, afirma, em entrevista por telefone.

O Worst irá tocar músicas de seu primeiro álbum “Eu te desejo todo mal do mundo” (2011) e de “Cada vez pior”, lançado em meados de 2013. Segundo Schaefer, ambos trazem a essência do hardcore, mesclando partes lentas e rápidas. “A galera está curtindo pra caramba. Dizem que é uma evolução em relação ao primeiro CD”, conta o baterista, acrescentando que a banda está fazendo em média dois a três shows por semana em todo o Brasil.

Ritmo

Fernando Schaefer tem um extenso currículo anterior à banda Worst: trabalhou junto a nomes como Korzus, Rodox, Pavilhão 9 e Kiko Loureiro (na carreira solo do guitarrista paralela ao Angra), portanto sua destreza na bateria vai muito além do hardcore. Mesmo assim, o músico não tem dúvidas de que o ritmo é o seu favorito.

“As bandas de hardcore prezam pela amizade verdadeira, pela família. Há o lance da contestação, da politica mal feita, da desonestidade. Nosso estilo é bem agressivo e puxado para o lado pessimista de ver as coisas mas no fundo a gente quer sempre melhorar, fazer criticas”, aponta, indicando a profundidade das letras. “E Worst é minha banda do coração. É como se fosse um filho. Não troco por nada”, encerra, deixando claro que o hardcore é, de fato, cativante.

União Hardcore Manaus

A União Hardcore Manaus é formada por Thiago Monassa, Marcos Efraim, Bruno Frota, Rodrigo Secheusk, Alex Paiva e Paulo Cesar, um grupo de amigos entusiastas do ritmo que deu nome ao coletivo. Cansados de encarar a falta de eventos voltados para o hardcore autoral, eles se juntaram em torno de sanar o problema. Segundo Monassa, o grupo não é fechado: os que partilharem da mesma vontade são bem-vindos a integrá-lo.

“O nome ‘União’ é justamente por isso, porque nos juntamos para fazer acontecer e estamos abertos para quem quiser entrar e nos ajudar”, disse o membro. Ele se mostra esperançoso em preencher o atual vazio na cena amazonense do ritmo.

“Hoje falta de oportunidade para as bandas autorais se apresentarem em casas locais, porque elas priorizam as bandas covers. Por isso, muitos por não ter oportunidade. Esse grupo foi formado para dar uma movimentada e um gás nas bandas que ainda estão aí na ativa lutando por um espaço”, aponta.

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.