Quarta-feira, 20 de Janeiro de 2021
Novo levantador

Boi Caprichoso organiza live em forma de ópera para apresentar novo levantador

Os ensaios para a apresentação estão a todo vapor



34ca5011-5ce7-4e8a-b753-262b1f824b79_682D1A9B-9E5F-4D6E-A0A7-4988B14AEC09.jpg Grupos estão ensaiando para a live. Foto: Divulgação / Caprichoso
02/12/2020 às 10:52

“A cenografia é gigantesca e dinâmica, algo nunca antes apresentado em uma live no Brasil”. As palavras são do diretor artístico do Boi Caprichoso, Edwan Oliveira, que integra a coordenação do espetáculo ‘Ópera Amazônia – A Festa do Povo Caboclo’. O evento, arquitetado para ser a maior live do Brasil, apresenta, no próximo sábado, 05 de dezembro, a nova voz azul e branca, com transmissão ao vivo, direto de Parintins, pelo canal oficial do bumbá no Youtube e pela TV A Crítica.  

Para concretizar o espetáculo, a diretoria azul reuniu um time especial, talentos formados na Escola de Arte Irmão Miguel de Pascale. Quase 20 artistas trabalham para criar um verdadeiro teatro em meio à grande floresta para ser o palco da festa. A coordenação deste setor fica a cargo do diretor de concentração e membro do Conselho de Arte, Zandonaide Bastos. “Nosso objetivo é alinhar ousadia e segurança para, dessa maneira, assegurar um espetáculo grandioso, dinâmico, dentro das normas técnicas. Muitas surpresas vão surgir, durante o show. Eu tenho certeza de que o torcedor ficará orgulhoso”, comentou.



Ao contemplar o projeto final do evento, o compositor e membro do Conselho de Arte, Ronaldo Barbosa, se emocionou e disse que tudo caminha para ser um dos maiores eventos já realizados pelo Boi Caprichoso. “Quando tudo se alinhar, todas as partes se conectarem, o espetáculo será único, um show de luzes, cores, formas e sons. Uma verdadeira ópera para receber a nova voz do povo azul”, declarou. 

Elenco especial 

O elenco, formado por músicos, dançarinos, artistas, apoio técnico, galera, assessores, conselheiros e diretores, reúne um time aproximado 200 pessoas. De acordo com Edwan Oliveira, os cuidados com a higienização são redobrados e todos os esforços assegurados para evitar aglomerações durante o show. “A ideia é trabalhar com o revezamento das equipes, em blocos, para que não haja nenhum problema com relação a agrupamentos. Também ficou definido que todos usarão máscaras, receberão álcool em gel. Só para se ter uma ideia, os integrantes da galera irão atuar com luvas para certificar a segurança de todos”, frisou.  

O espetáculo será composto por 80 dançarinos, 20 músicos, 20 torcedores, 30 pessoas como apoio técnico (transmissão, luz e som), além dos membros da diretoria, Conselho de Arte e demais assessores. A live foi organizada para permanecer no ar durante três horas.

News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.