Quinta-feira, 23 de Janeiro de 2020
Vida

Boi Caprichoso promove workshop envolvendo arte e preservação

No ano do centenário, o Boi Caprichoso vai fortalecer seu compromisso com o meio ambiente, a arte, a inclusão social e sua história.



1.jpg Abertura aconteceu na manhã desta quinta-feira (21)
21/02/2013 às 13:51

O Boi Caprichoso realiza em Parintins, a 369 quilômetros de Manaus, desta quinta-feira (21) a sábado (23) o II Workshop de Arte, educação e meio ambiente: inclusão social e cultural promovido pela Escola de Arte “Irmão Miguel de Pascale” pioneira na ilha.

A abertura aconteceu no Auditório Dom Arcangelo Cêrqua reunindo alunos, da Escola Senador Joao Bosco, universitários, professores, artistas, assistentes sociais, psicólogos e a imprensa.



O evento foi aberto pela presidente em exercício Socorrinha Carvalho que em sua mensagem lembrou o trecho da toada “A arte é um dom parintinenses orgulho da cultura amazonense”, saudando os participantes destacando o compromisso que o boi azul tem com a arte, cultura, meio ambiente e a inclusão social.

A gestora da escola Izabel Porto saudou os participantes agradecendo a patrocinadora Natura Ekos que acredita no potencial da Amazônia e na sustentabilidade ambiental e a Presidente do boi Caprichoso Márcia Baranda.

“A Natura está nos oferecendo um espaço para reflexão e a presidente Márcia abraça a causa porque entende que é preciso trabalhar cada vez mais a inclusão social e o meio ambiente”, declarou Socorrinha.

Para o professor Eriberto Catalão o workshop destacou a temática, o papel da escola e do Boi Caprichoso. “É difícil imaginar que instituição teria valorizado mais o meio ambiente que os bumbás de Parintins e a inclusão social. Parabenizo pela iniciativa e por tudo que o Caprichoso tem feito por Parintins valorizado a arte”, ressaltou.

Catalão enfatizou o papel da universidade que é parceria da escola. “O professor Erick Nakanomi, aluno da escola o Caprichoso é a maior prova de que a arte produzida em Parintins está dando frutos”, disse.

O evento

A primeira palestrante na manhã desta quinta (21) foi a gestora da Escola Izabel Porto que apresentou a escola e os objetivos do evento. Com um vídeo mostrou como funciona a Escola de Arte. O segundo palestrante, o professor Msc. Raimundo Dejard Vieira com a temática:O papel da Amazônia na formação do imaginário artístico da Amazônia e mesa redonda com troca de experiências com instituições governamentais e não governamentais.Às 16:00h, a palestra Violência, Drogas e Direitos Humanos proferido pela Delegada de Polícia Ana Denise.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.