Terça-feira, 25 de Junho de 2019
Vida

Bonecas horripilantes viram febre entre meninas

Com cabelos coloridos e visual gótico, as "Monster High" ameaçam reinado da popular boneca Barbie



1.jpg Super fãs, crianças são unânimes em dizer que as bonecas horripilantes vieram pra ficar
30/11/2013 às 18:13

Quem já passou por uma vitrine de loja infantil sem dúvidas já se deparou com elas. Donas de uma cabeça maior que a de costume e mesclando o bizarro com o “fofinho”, as bonecas Monster High são o novo fenômeno entre a meninada. Não à toa, essas monstrinhas de cabelo colorido, visual fashion-horripilante e personalidade forte desbancaram em vendas a cinquentenária Barbie, de acordo com pesquisa feita pelo jornal The Guardian.

Em Manaus, as bonecas são as favoritas do grupo formado pelas amigas Maria Clara Braga e Silva, 10; Vitória e Eduarda Dao Modesto, 11 e 7, respectivamente; e Ana Luiza Gomes Nôvo, 11. “Já as tinha visto nos Estados Unidos, onde lançaram primeiro, e gostei de cara. Elas são super diferentes e não têm nada a ver com a Barbie”, frisou Vitória, cuja Monster High favorita é a Draculaura, herdeira do Conde Drácula. “Ela é muito bonitinha (risos)”, completou.

O sucesso das bonecas foi tanto que, rapidamente, se estendeu para outros produtos, como roupas, calçados e games. Até mesmo série animada e filme (com direito a atores reais, a ser escrito por Josh Schwart e Stephanie Savage, dupla de “Gossip Girl”) o fenômeno já conquistou. Ana Luiza, uma das mais fanáticas pelas monstrinhas, possui uma extensa coleção Monster High, que vai desde capinha para iPod à escova de cabelo. “Vi o comercial na TV e as achei bem legais. Hoje já acompanho até os desenhos. Acho que vieram para ficar”, concluiu.

Para Maria Clara, o que mais chama a atenção em Draculaura, Frankie Stein e cia. são os seus looks. Plumas, glitter, caveirinhas e monstrinhos são itens indispensáveis no guarda-roupa das bonecas. Uma delas, inclusive, vem com uma bolsa-aquário habitada por uma piranha. “Elas são super fashion. Adoro as suas maquiagens, roupas e cabelos”, apontou a estudante. “Nunca mais na minha vida vou querer uma Barbie”, acrescentou ela, fã da lobisomem Clawdeen.

Desencanadas

“No início até estranhei. Pensei: ‘Poxa, mas a Barbie é tão mais bonita’. Agora já acostumei, até acho bonitinhas”, contou a engenheira Luciana Dao Modesto, mãe de Eduarda e Vitória, lembrando o seu primeiro encontro com as Monster High, a pedido da filha mais velha. “É um bonito extravagante”, completou.

Na opinião da advogada Glícia Braga, mãe de Maria Clara, é exatamente o estilo impactante, referente ao universo dos monstros, que chama a atenção da garotada. “As bonecas são diferentes e usam tudo aquilo que, meninas na idade dela (Maria Clara), gostam e querem usar: brilho, penas/plumas e cabelo colorido”, explicou.

No entanto, apesar do estouro da marca, as mães discordam que o reinado da Barbie esteja ameaçado. Para elas, o maior ícone das bonecas pode ficar despreocupado. “As Monster High vão continuar fazendo sucesso por um tempo, pois fogem daquele convencional. Porém, elas nunca vão ameaçar a Barbie. Esta sempre terá o seu espaço”, encerrou Jackeline Gomes Nôvo, mãe de Ana Luiza.

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.