Domingo, 13 de Outubro de 2019
Vida

Bonecos da Banda da Bica passam por reparos e ganham novo figurino para ir às ruas de Manaus

Neste sábado (7), a partir do meio-dia, os marotes exibem visual renovado, com direito a novo figurino e reparos nos pequenos danos sofridos ao longo de muitos carnavais



1.gif Boneco de Armando Soares ganhou reparos e visual mais festivo
06/02/2015 às 14:06

Ícones de uma das mais tradicionais festas de Carnaval de Manaus, os bonecos da Banda Independente Confraria do Armando (Bica) estão passando por uma “repaginada” para ir às ruas na nova edição da folia. Amanhã, a partir do meio-dia, os marotes exibem visual renovado, com direito a novo figurino e reparos nos pequenos danos sofridos ao longo de muitos carnavais. Os bonecos representam figuras marcantes da Bica, como o português Armando Soares, pivô da banda, ou a eterna rainha do festejo, Petronila.

A criação das novas roupas dos bonecos da Bica está a cargo de Adroaldo Pereira, e a confecção é de Sibele Gomes. Artista visual e figurinista, Adroaldo afirma que pretende acrescentar um toque momesco às indumentárias dos fantoches, mas sem esquecer a identidade dos personagens originais. “O Armando será inspirado no que sempre foi, com o seu jaleco azul, porém com um toque mais carnavalizado. D. Lourdes virá com sua batinha, mas uma batinha mais carnavalizada. A Petronila virá bem colorida, arrumadinha como sempre, com sua linda bolsinha, de batonzinho e maquiada, aquela figura que ela sempre foi”, antecipa ele.

Ao todo, quatro bonecos gigantes hoje usados na festa passam por reparos: Armando, D. Lourdes, Petronila e Deco, este representando o jornalista Deocleciano Souza, o “general” da banda. Adroaldo salienta o cuidado no trabalho de recriação dos figurinos. “Vamos tentar retratar cada personagem como ele é, apenas com um cuidado de utilizar tecidos de mais qualidade e mão de obra especializada, para dar caimento e movimento aos bonecos”, assinala.

Além das roupas, os fantoches ganham nova “make up” – ou melhor, reparos nos danos sofridos nos rostos ao longo dos anos. O trabalho é feito pelos artistas Diego Batista e a Luna Doselli, e lança mão de técnicas de papel-machê para cobrir as falhas.

Tradição

Confeccionados a partir de materiais como fibra de vidro, isopor e papelão, os bonecos da Bica são todos criações do paraibano Paulo de Tarso, mais conhecido como Paulo Mamulengo. Segundo o escritor Simão Pessoa, os primeiros bonecos feitos para a folia foram os de Armando e Deco, para o Carnaval de 1993.

Ao longo dos anos, outros ícones foram produzidos, mas boa parte deles desapareceu ao longo do tempo, como lembra Pessoa. “A banda possui (ou deveria possuir) 12 bonecos: Armando, Deocleciano, Petronila, Frei Fulgêncio, Leomar Salignac, Celeste Pereira, Lourdes Soeiro, Charles 5 Estrelas, Antonio Paulo Graça, Eliezer Leão, Nestor Nascimento e Alberto Aleixo”, enumera ele em seu blog (simaopessoa.blogspot.com.br).

Mais folia na cidade

Outras bandas tomam conta das ruas de Manaus neste final de semana. Fazendo “esquina” com a Bica, no Centro, a Banda da Difusora rola amanhã, a partir das 16h, na avenida Eduardo Ribeiro. No mesmo dia, acontecem a Banda GLS Manaus, na Avenida Brasil, entre as ruas Oscar Boreo e Brasil, Compensa 2, a partir das 19h; o Bloco das Poderosas, na rua São Pedro, Aterro do 40, a partir do meio-dia; e a Banda do Bigode, na rua Antonia Dalva, Nova Esperança, a partir das 15h.

Outras duas tradicionais folias de rua da cidade acontecem amanhã. A Banda do Boulevard toma conta da avenida homônima a partir das 15h. Já a Bhanda da Bhaixa da Hégua desce à rua Amâncio de Miranda, no Educandos, a partir das 17h. No mesmo dia, tem a LGBT Folia – A Banda, na rua José Clemente, próximo ao Teatro Amazonas, a partir das 17h; e o Bloco dos Brochas, na rua Coronel Conrado, em Petrópolis, a partir das 17h.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.