Quarta-feira, 13 de Novembro de 2019
Cancer de pele

Cabeleireiros podem ser grandes aliados na identificação do câncer de pele

Em uma área de difícil acesso visual como o couro cabeludo, o profissional pode ajudar no diagnóstico precoce da doença



1.jpg Profissionais da beleza podem desempenhar um papel importante na detecção da doença no estágio inicial
03/05/2012 às 11:51

Cabeleireiros são melhores amigos das mulheres quando se trata de beleza, mas podem ser grandes aliados quando o assunto é saúde.

Um estudo divulgado pela publicação cientifica especializada em Dermatologia, Archives of Dermatology, revelou que o câncer de pele pode ser detectado a olho nu, através do couro cabeludo, e que os cabelereiros tem um papel importante na identificação.



“O couro cabeludo é uma área de difícil acesso visual. Quando a lesão é alta e faz relevo, as pessoas percebem e normalmente procuram um médico. Mas nem todo câncer tem essas características, às vezes só é uma alteração de cor, por exemplo, então o cabeleireiro pode ajudar nesse sentido”, diz o dermatologista da Fundação Centro de Controle de Oncologia do Estado do Amazonas, Fábio Francesconi.

Dermatologista destaca importância dos cabeleireiros no diagnóstico da doença

 O médico ainda destaca a importância dos profissionais no diagnóstico precoce. “Se você tem o mesmo cabeleireiro há muito tempo, fica até mais fácil. Porque se não existia um sinal, e de repente apareceu um, ele vai notar e dizer”, afirma. “Geralmente não dá sintomas, por isso a gente precisa do cabeleireiro. Pode até doer, sangrar, mas se for esperar isso para fazer um diagnóstico já não é precoce, já está num estágio mais avançado da doença”, alerta.

 Projeto

 O médico acredita que reunir esforços de profissionais da saúde e beleza pode ajudar na detecção e tratamento do câncer de pele. Por isso está elaborando um projeto que tem o objetivo de treinar cabeleireiros a reconhecer lesões perigosas. “Não é lugar mais frequente para se identificar. Mas algum médico já olhou seu couro cabelo?“, questiona. “Quando a gente faz o diagnóstico precoce, o custo do tratamento é um, se o diagnóstico é tardio, ele pode aumentar em até sem 100 vezes”, finaliza.


Atenção para o câncer de pele

 Fatores de risco

-Histórico familiar

-A exposição ao sol ou cabines de bronzeamento

-Pessoas com pele clara correm maior risco, mas ninguém está imune

Prevenção

 -Use um protetor solar com fator de proteção solar (FPS) de 30 ou maior. Aplicar a loção para todas as áreas expostas, inclusive antes e depois de entrar na piscina, mesmo se produto for à “prova d'água” . Não esqueça a parte de trás das orelhas, pescoço, braços, nariz e lábios.

-Quando tiver exposto ao sol, use chapéu

-Obtenha a vitamina D através da alimentação ou de completos, ao invés da exposição ao sol

Como detectar

- Lembre da regra do “ABCDE”, ela ajuda a identificar as lesões de risco: ---A - Assimetria: Um lado diferente do outro

- B - Bordas irregulares

- C - Coloração, duas ou mais cores ou mudança na cor. Frequentemente uma mistura de preto, bronzeado, marrom, azulada, vermelho ou branco

- D - Diâmetro maior que seis milímetros

-E - Evolução, observar se com o tempo aumenta o tamanho ou muda de cor


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.