Publicidade
Entretenimento
ARCO-ÍRIS NA CABEÇA

Cabelos coloridos viram tendência e invadem salões de beleza de Manaus

O Portal A CRÍTICA foi até o Amanda Beauty para falar com quem entende do assunto e ficar por dentro das tendências deste ano 21/05/2017 às 14:47
Show color01
Criadores e criatura: Carol Machado, Mayara Rocha e Daniel Reis. Foto: Divulgação
Lorenna Serrão Manaus

Cabelos rosas, azuis, roxos, verdes. Cabelos coloridos. Sim, eles invadiram os salões de beleza e, claro, as ruas de Manaus. As cores fantasias viraram tendência e não saem mais da cabeça da mulherada e dos homens também. O Portal A CRÍTICA foi até o Amanda Beauty, do Shopping Ponta Negra, na Zona Oeste de Manaus, pra falar com quem entende do assunto e ficar por dentro dessa moda ousada, diferente e cheia de personalidade.

Carol Machado, 33, é cabeleireira há uma década e trabalha há três anos no Amanda Beauty. Ao lado de Daniel Reis, 24, ela é especialista na arte de usar as cores fantasias nos cabelos. E revela que essa técnica, apesar de parecer recente, é bastante antiga. Segundo Carol, o processo de colorir as madeixas começou no final do século XVII e início do século XVIII.

“No século XVII, o rei da França tinha os cabelos brancos e ele usava uma espécie de pó à base de trigo para que os cabelos ficassem grisalhos. E as mulheres daquela época usavam os pós coloridos, amarelos, rosas ou verde, que era pra dar um tom mais pastel”, comentou Carol.

Mas, segundo a hairstyle, o boom das cores fantasias aconteceu nos anos 70. “Depois do final do século XVIII, quando ter cabelo colorido era sinal de status e por isso as pessoas eram obrigadas a pagar impostos, a moda deu uma caída. E só voltou nos anos 70, por conta do punk. E mais recentemente nos anos 2000, que veio com muita força, e hoje tem crescido cada vez mais”, completou.

E ao que tudo indica, os cabelos coloridos voltaram pra ficar. E com tantas opções de cores e misturas deve ser difícil escolher a melhor. Mas isso não é um problema, pelo contrário, afinal de contas a tendência deste ano é justamente usar mais de um cor nos cabelos.

"A tendência de 2017, para as clientes mais ousadas, é o arco-íris, que tem sido uma grande pedida, não só entre o público feminino, como entre as crianças também, que pedem bastante o cabelo colorido na parte de trás. E para as clientes mais discretas, a gente opta pelos tons pastéis, inclusive o rose gold (rosa dourado), que é uma cor que está voltando, um tom mais claro, ótimo para as mulheres que querem ousar, mas ao mesmo tempo manter a discrição", comentou Carol Machado.

Manutenção
Segundo Daniel Reis, que também trabalha no Amanda Beauty, usar as cores fantasias não é tão simples, é preciso fazer uma manutenção em um tempo mais curto. "Essas cores desbotam muito rápido e por isso precisam ser retocadas de 15 em 15 dias. E o ideal é procurar um profissional porque a mistura pode revelar outra cor e atrapalhar o resultado", explicou o hairstyle, que também aderiu a moda.

Sobre a agressão capilar, o profissional explica que as cores fantasias não causam nenhum dano mais forte comparadas às colorações mais tradicionais. "A agressão maior é na parte da descoloração mesmo, porque ela é realmente bem forte. Mas em questão da coloração, ela é suave justamente por  ser como um condicionador sem cor, não tem amônia", completou Reis.


Apaixonantes e viciantes
E o que leva uma pessoa a pintar as madeixas de várias cores? A funcionária pública Mayara Ramos tem uma resposta simples. “Sou completamente apaixonada por cores, eu sou totalmente colorida com tatuagens e o que tava faltando era o cabelo porque era muito normal; eu era loira e quando cheguei, já cheguei pra colorir tudo de vez”, comentou.

Já a cantora Bianca Caggy, 22, adepta dos cabelos coloridos desde os 14 anos, garante que as cores fantasias viciam. "Comecei a pintar meus cabelos pelo vermelho, fui para o loiro, rosa e roxo. E vicia, eu comecei fazendo mexas apenas na parte de trás, o tempo passou, fui pegando gosto e resolvi pintar o cabelo todo", completou a cantora, que atualmente usa a técnica degradê, que utiliza duas cores, uma mais escura na raiz e outra mais clara nas pontas.

Publicidade
Publicidade