Quarta-feira, 20 de Novembro de 2019
Vida

Cães importados invadem Manaus

Para melhorar seu plantel, proprietários de canis locais estão trazendo cachorros de outros países



1.jpg A raça sharpei exige cuidados especiais de seu proprietário por conta de suas "dobrinhas"
18/03/2012 às 20:03

Os descendentes dos cães das melhores linhagens do mundo já circulam por Manaus. Isso porque a tendência entre os criadores locais é importar animais de países onde determinadas raças são consideradas tops, e, assim, melhorar o seu plantel.

De acordo com o presidente do Amazonas Kennel Clube, José Mário de Carvalho Neto, os criadores amazonenses estão trazendo rottweilers da Alemanha; sharpeis e bulldogs dos EUA; além dos cimarrones uruguaios e os dogos argentinos, para citar alguns exemplos. 



O próprio José Mario diz ter importado um rottweiler para seu canil do País europeu, a um custo total de R$ 50 mil. “Os criadores sérios normalmente têm essa preocupação em promover o melhoramento da raça”, observa Zé Mario. 

Proprietário do Canil

 Lushan, o empresário Aureo Melo de Carvalho tem em seu canil duas cadelas da raça sharpei 100% americanas. “É preciso sempre procurar elevar a qualidade das ninhadas”, destaca Aureo Melo.  

Ambos falam que a criação é tratada por eles muito mais como um hobby e satisfação pessoal do que como negócio, devido ao alto custo. “É ilusão pensar que esse ramo traz grandes lucros, a não ser nos casos dos cães de pequeno porte, quando as despesas são poucas”, frisa Zé Mario. 

Pureza da Raça

A busca dos proprietários de canis pelas melhores raças mundo afora traz como garantia para os amazonenses a certeza de poder encontrar aqui cães com legítimo pedigree - documento que atesta a pureza racial e mostra a árvore genealógica dos cachorros.

As vantagens de se adquirir um cão com pedigree, aliás, vão além de títulos. Segundo a médica veterinária Luciana Marcial,  da Clínica Prontovet, a chancede um animal desse ter uma vida saudável é bem maior. 

Ela destaca que a vinda de algumas raças importadas para cá requer cuidados especiais dos donos, em razão do clima amazônico. “Se eles chegarem aqui bem filhotes, é mais fácil a adaptação”, observa. A médica levanta outro aspecto importante: os cachorros com pedigree tendem a ter um temperamento mais amistoso.   

Sociável

De acordo com o presidente do Amazonas Kennel Clube, cães agressivos tem maior probabilidade de apresentarem filhotes com desvio de temperamento quando comparados a cães de temperamento sociável. “Normalmente cães com procedência (pedigree), de uma linha de sangue pura, não apresentam desvio de temperamento e, possuem um comportamento amistoso”, completa Zé Mario. 

Adestrador e proprietário do Canil Hill’s Sthefane, Jean Carlos cria oito pastores alemães. 

Apesar da fama de agressivos, ele defende a raça e diz que os criadores levam muito a sério o lado comportamental dos animais. “O temperamento vem muito da herança genética. Os cães sem pedigree estão mais propensos a ter desvios de comportamento”, explica Jean Carlos. Esses desvios, acrescenta Zé Mario, também são fruto de misturas de raças, algo totalmente inadequado.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.