Publicidade
Entretenimento
Folia em dia

Campeã deste ano, GRES Vila da Barra ‘sai na frente’ para o Carnaval 2017

Campeã do grupo ‘A’ no desfile deste ano, escola de samba do bairro Compensa, na Zona Oeste de Manaus, já prestou contas à refeitura 25/04/2016 às 11:12
Show vila
Alcimar Araújo Ferreira, presidente da escola, quer dar bom exemplo de como lidar com o dinheiro público investido (Foto: Divulgação)
acritica.com Manaus (AM)

Com o passaporte carimbado para o Grupo Especial, o Grêmio Recreativo Vila da Barra, da Zona Oeste de Manaus - campeão do Grupo A do Desfile das Escolas de Samba de Manaus 2016 - já está de olho no desfile de 2017. Colecionando títulos nos últimos três anos, a escola, que existe há 20 anos, já realizou a sua prestação de contas junto à Prefeitura de Manaus e começa o planejamento de um ano de muito trabalho.

Campeã no Grupo C em 2014; Bicampeã no Grupo B em 2015 e tricampeã no Grupo A em 2016, a escola que “antes não existia”, agora é sinônimo de conquista e orgulho para os moradores do bairro da Compensa. “Apesar de existir há 20 anos, a escola ficou sem existir de fato por algum tempo. Fizemos um trabalho de resgate, de construção. Estamos conquistando nosso espaço, com muito trabalho, dedicação, seriedade e compromisso”, destacou o presidente da Vila da Barra, Alcimar Araújo Ferreira, o “Apollo”.

E é esse compromisso, tanto da diretoria da escola, quanto da comunidade, que vem fazendo com que os resultados se convertam em títulos. Exemplo disso, foram os aproximadamente 1,4 mil brincantes na avenida. quando a escola esperava o quantitativo de 900 no desfile. “Apesar de ser uma escola de samba, ela é uma empresa. A partir do momento que emitimos um CNPJ passamos a ter compromissos. E prezo muito por isso. Nosso Carnaval mudou, temos leis e elas precisam ser cumpridas e tenho isso como prioridade”, explicou Apollo, que além de presidente é administrador por formação e mestre-sala.

A Vila da Barra é a primeira das agremiações e escolas de Manaus a prestar conta junto à Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult). O diretor-presidente do órgão, Bernardo Monteiro de Paula, destaca a importância da prestação ser feita antecipadamente. “Para receber o recurso para o Carnaval as escolas devem estar aptas junto à Prefeitura e, quanto mais cedo realizarem essa prestação de conta, mas tranquilidade elas terão para participarem do edital seguinte, sem precisarem perder o prazo”, disse.

Publicidade
Publicidade