Publicidade
Entretenimento
Buzz

Cantor Renner é preso em SP por embriaguez após causar acidente de trânsito

Em 2001 o companheiro de Rick também esteve envolvido num acidente de carro que matou um casal ao pagar uma multa de R$ 244 mil foi liberado pela polícia 26/12/2014 às 17:37
Show 1
Cantor tentou fugir duas vezes do local do acidente, mas os pneus teriam estourado
ACRITICA.COM* Manaus (AM)

Mais uma vez a segunda voz da dupla Rick & Renner se envolve em acidentes de trânsito. Ivair dos Reis Gonçanves, conhecido amplamente como Renner, foi detido na manhã desta sexta-feira (26) após se envolver num acidente de carro nas proximidades do aeroporto de Congonhas, Zona Sul de São Paulo. O cantor foi detido pelo 27º Distrito Policial (Campo Belo), que determinou o pagamento de uma fiança de R$ 10 mil reais para liberação.

Ainda na delegacia, Renner passou pelo teste do bafômetro que detectou uma quantidade de álcool no sangue maior que a permitida pela Lei Seca. O cantor foi indicado por suspeita de embriaguez e tentativa de fuga do local do acidente. Renner estaria voltando de uma festa acompanhado de um amigo quando bateu sua BMW X5 conta um Fiat Uno que estaria estacionado na Avenida Pedro Bueno, no Campo Belo.

O carro estaria vazio, foi arrastado alguns metros e ninguém se feriu. Segundo testemunhas, o cantor tentou fugir duas vezes mas não conseguiu por conta dos pneus de seu carro que estariam furados. 

ANTECEDENTES

No segundo semestre de 2001 Renner se envolveu em um acidente que vitimou um casal em Santa Bárbara d' Oeste (a 135 km de São Paulo).

Luís Antônio Nunes Aceto, 35, e sua namorada, Eveline Soares Rossi, 31, estavam em uma moto quando foram atingidos pelo veículo do cantor, que pagou uma quantia de R$ 244 mil para não ser preso pela morte.

A defesa de Renner argumentou que o cantor respeitava o limite de velocidade e que a causa do acidente teria sido um desnível na pista.

Um laudo do Instituto de Criminalística de Americana (a 127 km de São Paulo), produzido na época, apontou que Renner estava, no mínimo, a 158,26 km/h quando bateu com seu BMW 328i de frente com a motocicleta onde estava o casal. A velocidade máxima permitida na via era de 110 km/h, de acordo com a Polícia Rodoviária Estadual.

*Com informações de portais

Publicidade
Publicidade