Publicidade
Entretenimento
MÚSICA

Cantor sertanejo Rodrigo Marim faz show em Manaus nesta sexta-feira (13)

Rodrigo começou na música bem novo, aos 12 anos. Suas músicas falam de felicidade amorosa e de sedução 13/01/2017 às 05:00 - Atualizado em 13/01/2017 às 09:12
Show b0113 27f   c pia
Rodrigo nasceu em Vinhedo, São Paulo, e canta desde os 12 anos de idade (Reprodução)
Laynna Feitoza Manaus (AM)

Uma história bastante inusitada cerca a vida do cantor sertanejo Rodrigo Marim. Ele já fazia sucesso antes disso, mas depois, a sua fama foi pulverizada. Há anos atrás, colocaram uma foto do sertanejo nas redes sociais, dizendo que ele era uma figura negativa em potencial. “Foi uma brincadeira que fizeram com a minha foto, colocando uma legenda de que eu estava sequestrando mulheres”, relembra ele. 

A tal postagem com a foto de Marim circulando na internet dizia que ele espirrava uma espécie de perfume no pescoço das vítimas, e que, em seguida, elas desmaiavam, ficando à mercê do “criminoso”. “No começo foi complicado porque até explicar que era uma brincadeira já estava todo mundo sabendo, mas foi tudo esclarecido rapidamente e as pessoas entenderam que não passou de uma brincadeira e levaram pro lado do humor”, coloca Rodrigo.

Nascido em Vinhedo (SP), o sertanejo, à época, fez um vídeo explicando que não era sequestrador, nem nada. O arquivo teve mais de cinco milhões de visualizações. Um fator determinante para a explosão do vídeo – além do talento na música - foi a beleza do rapaz, dono de um belo par de olhos azuis. Com a repercussão do fato, o cantor acabou ficando com a alcunha de ‘o sequestrador do sertanejo’. E às fãs manauaras, a notícia: Rodrigo vai fazer um show hoje (13), no Copacabana Chopperia, às 23h. 

No repertório, ele diz que vai mostrar as músicas mais pedidas pelo público. “O que a galera sempre pede nos shows é ‘O Sequestrador’, ‘Pura Sacanagem’ e a mais nova de trabalho, ‘Anjo’”, declara ele, que já esteve em Manaus. “Achei uma cidade maravilhosa com uma energia incrível. A expectativa é sempre muito grande, de agradar o publico com o show. estou muito animado pra voltar pra essa cidade tão linda”, celebra o músico.

Rodrigo começou na música bem novo, aos 12 anos. “Já fiz dupla e agora solo novamente”, pontua ele. Ele declara que, na música, já passou por vários ritmos até chegar ao sertanejo. “A gente aprende muito quando começa cedo, se apresenta em lugares com pouco público e não tão legais, mas hoje sei tudo fez valer à pena”, conta ele, que dentro do seu gênero musical se inspira no trabalho de Bruno & Marrone. De outros estilos, gosta de Julio Iglesias, Paul Simon e Elton John.

Dois lados

Como característica, Marim costuma, nas músicas de sua autoria, revelar algum momento que está vivenciando ou que já vivenciou, como na música “É só querer que é bom”. Porém, ele vai na contramão de vários cantores sertanejos que, no Brasil, aderiram à moda da sofrência: suas músicas falam mais de felicidade amorosa e de sedução. Mesmo assim, ele diz que a “sofrência” é pauta válida nas canções. 

“Eu acho que tudo que a gente passa na vida é uma inspiração pra virar música, coisas boas e principalmente as ruins que deixam mais marcas”, argumenta ele. Além de cuidar das emoções, ele também cuida do corpo e treina todos os dias porque acha, sobretudo, importante para a saúde. “Para me sentir mais disposto. Sobre a alimentação eu tento não comer muita gordura, doces, mas não deixo de comer quando tenho vontade”, encerra.

Serviço

O quê: Show de Rodrigo Marim
Onde: Copacabana Chopperia (Av. do Turismo, 2666, Tarumã)
Quando: Hoje (13), a partir das 23h
Infos: (92) 98154-5025

Publicidade
Publicidade