Publicidade
Entretenimento
MÚSICA

Cantora gospel amazonense Juliele Almeida lança o EP 'Sopro' em versão digital

Após apresentações pelo interior, Juliele Almeida recebeu proposta para gravar o primeiro trabalho autoral 18/07/2017 às 05:00
Show entrevista juliele 1
Juliele teve facilidade para aprender a tocar violão e começou a cantar na igreja aos 12 anos (Fotos: Jessyca Dias)
Natália Caplan Manaus

Assim como o amor, a música é considerada uma linguagem universal. E é por meio de canções, que a amazonense Juliele Almeida, 25, decidiu expressar o que sente. Ela só não imaginava que teria a oportunidade de ser ouvida por tantas pessoas. No próximo dia 29, a cantora gospel lançará seu primeiro EP, “Sopro”. Com exceção de “Te agradeço” (Thank You Jesus”), escrita por Matt Crocker e Hannah Hobbs (Hillsong Worship), as outras quatro canções são autorais.

“Deus foi me inspirando por meio de experiências, tanto pessoais, quanto de outras pessoas, a compor. Foram surgindo canções e, de certa forma, eu ia entendendo que tinha um sentido maior nelas, que não eram somente para mim”, diz ela, que integra o grupo de louvor da Igreja Assembleia de Deus da Djalma Batista. “Comecei a compor com 15 anos e já tenho mais quatro guardadas, em processo de finalização”, completa.

O incentivo começou em casa, onde a família tem “sangue musical” há algumas gerações. Antes de soltar a voz na igreja, aprendeu a tocar violão aos 11 anos de idade e, em seguida, se descobriu no canto — e que é contralto. Em menos de dois anos, já dominava o instrumento, surpreendendo os mais velhos e começou a ser convidada para se apresentar em outras congregações.

“Eu fui descobrindo que conseguia acompanhar com a voz aquilo que estava tocando, de forma até afinada pra quem estava começando”, lembra aos risos. “Meu avô tocava violão e sempre lembro os momentos em família que ele tocava e minha avó o acompanhava cantando. Meu irmão mais velho também é músico. Teve influência familiar também”, enfatiza a estudante de odontologia.

Oportunidade

Após receber convites até mesmo de cidades do interior, Juliele Almeida foi surpreendida com uma oportunidade de gravar profissionalmente. A jovem estava tão concentrada na agenda, viagens, compromissos na própria igreja e com a faculdade, que nem tinha pensado nessa possibilidade. No fim de 2016, veio a proposta da Agência anD. Agora, as composições da cantora serão disponibilizadas na web.

“Deus foi colocando sonhos e projetos de levar seu amor e Palavra por meio da música. Canções vindas da parte do Senhor começaram a brotar dentro de mim; foi quando comecei a compor. Enquanto eu estava me dedicando às coisas de Deus, Ele foi abrindo algumas portas que eu nem esperava. A assessoria me procurou e ofereceu ajuda na minha carreira”, afirma.

Mensagem

Após o lançamento, as composições da cantora serão disponibilizadas na web, em todas as plataformas — Tidal, Spotify, YouTube, Apple Music, Deezer, entre outras. Além de “Te agradeço”, o EP terá as canções “Sopro”, “Te Adorar”, “Eis-me Aqui” e “Só Tu és Deus”. O louvor que dá nome ao trabalho, inclusive, carrega uma mensagem da compositora para que for prestigiar o álbum.

“Que possamos entender que nossa vida é um sopro e que precisamos aproveitar o máximo para fazer aquilo que agrada o coração de Deus, adorando, exaltando e vivendo por Ele; que cada passo e decisão sejam decididos por Ele. Somos frágeis, mas Ele é forte. Entender que não somos nada, absolutamente nada sem Ele! E, quando nós passamos a viver na dependência dEle, tudo se torna mais leve e cheio de vida”, ressalta.

Mudanças

Os planos da amazonense para o segundo semestre é divulgar as canções, visitando igrejas e compor mais. No próximo ano, ela espera iniciar o novo trabalho. Juliele Almeida diz se espelhar em nomes femininos conhecidos da música gospel atual, como as cantoras Laura Souguellis, Nívea Soares, Heloísa Rosa e Luma Elpidio. Para ela, as novas gerações mudaram os temas das canções.

“Acredito que essa nova geração se espelha em algumas bandas do passado, porém, com uma visão ampliada do que Deus está querendo. Tenho visto que não falam mais tanto de bênçãos, mas de adoração, do que Deus representa para nós; quem Ele é e não o somente o que pode fazer. Mas não que sejamos melhores. Essa nova geração entendeu que o foco precisava mudar, voltar a Deus”, enfatiza.

SERVIÇO

O quê: lançamento do EP “Sopro”

Quando: 29 de julho, às 18h

Onde: Culto ‘Filhas do Rei’, na Igreja Assembleia de Deus da Djalma Batista — Chapada

Internet:  Tidal, Spotify, YouTube, Apple Music, Deezer

Publicidade
Publicidade