Quarta-feira, 19 de Junho de 2019
CAPRICHOSO

Caprichoso realiza missa em Parintins para abrir trabalhos nos galpões em 2019

A cerimônia será conduzida pelo padre Carlos Caridade. Nos galpões são produzidas alegorias e indumentárias do Touro Negro para o Festival Folclórico



949b4dcd-c507-49da-bfd4-217cc39cc577_BA9BC687-0634-4A8B-91B7-84839AEF08F8.jpg Foto: Divulgação
02/04/2019 às 09:51

Nesta terça-feira (2), às 19h30, o curral Zeca Xibelão, sede oficial do Boi-Bumbá Caprichoso em Parintins, abre as portas para a Missa em Ação de Graças à Abertura dos Trabalhos nos Galpões em 2019, onde serão produzidas todas as alegorias e indumentárias do Touro Negro para o Festival Folclórico deste ano.

A cerimônia será conduzida pelo padre Carlos Caridade. Todos os preparativos para a celebração da santa missa foram feitos pela Madrinha do Boi Caprichoso, Odnéa Andrade, por meio do Departamento Cultural Ednelza Cid, com cânticos entoados pelo Coral Arco Iris de Sonhos.

Os artistas plásticos do Caprichoso são os “privilegiados mor” do momento de fé azulado porque são os responsáveis pelo espetáculo “Um Canto de Esperança para a Mátria Brasilis”, além de diretores, coordenadores, itens individuais e coletivos, sócios e torcedores. “Ninguém canta esperança se não nos curvarmos diante desse pai maior que é Jesus para agradecer e pedir proteção”, diz Odnéa Andrade.

O presidente Babá Tupinambá afirma que o Caprichoso é abençoado há dois anos com vitórias sob a proteção divina, sem nenhum incidente durante a jornada de trabalho dos artistas nos galpões, ateliês nem na arena do Bumbódromo. “Vamos, com as bênçãos de Deus, chegar ao tricampeonato. Agradeço à Madrinha do Boi por fazer essa grande missa aos sócios, torcedores e artistas”, frisa.

Para o vice-presidente Jender Lobato, a missa já é tradição do Caprichoso em que todos buscam bênçãos e proteção. “Para que os artistas possam não somente ter sucesso na execução da obra do projeto do tricampeonato, mas também segurança e proteção para que todos os trabalhos ocorram bem. Que nós sejamos tricampeões, sem nenhum incidente ou problema, com nosso projeto vitorioso”, pondera.

“A arte e a fé não se separam no festival de Parintins. Vamos lidar com um momento complexo, difícil, com estrutura de ferro, com riscos, com ensaio, e concorrer a um campeonato que não será fácil, porque ninguém subestima o boi contrário. Pedimos a proteção de Deus, de todos os santos e Nossa Senhora do Carmo para abençoar esses trabalhos, nesses três meses intensivos, na batalha diária, e fazer o Caprichoso tricampeão”, ressalta Ericky Nakanome.

*Com informações da assessoria de imprensa

Receba Novidades


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.