Domingo, 19 de Maio de 2019
Buzz

Carolina Toledo e Sheislane Hayalla selam acordo por episódio do Miss Amazonas 2015

Por meio de audiência que aconteceu nesta quarta-feira (8), ficou acordado que Sheislane deve postar um texto de retratação à Carolina em até 24 horas em suas redes sociais



1.gif
Como segunda colocada, Hayalla assumiria o título de Miss Terra Amazonas 2015
10/07/2015 às 15:49

As pendências entre a Miss Amazonas 2015, Carolina Toledo, e a modelo amazonense Sheislane Hayalla foram conciliadas na manhã desta quarta-feira (8), por volta das 8h30, em Manaus. Hayalla, que atualmente reside no Rio de Janeiro, veio até a capital amazonense para participar de uma audiência de conciliação, requerida por Carolina devido a um episódio – de repercussão nacional e internacional - ocorrido no concurso de beleza em janeiro deste ano. À época, Sheislane tirou a coroa da cabeça da vencedora após o resultado, e lançou o objeto ao chão, sob a justificativa de que o resultado havia sido “comprado” pela miss campeã.

De acordo com Carolina Toledo, tanto ela quanto Hayalla estiveram acompanhadas de seus advogados na audiência. As duas moças levaram o acordo como objetivo em comum. “A conciliadora que estava lá com a gente perguntou novamente porque havia o processo. Falei que vivemos todos em sociedade e que devemos todos respeitar e sermos respeitados, e que por isso não podemos abrir a boca da forma que foi feita, para denegrir as pessoas”, destaca Toledo.


Ainda segundo Toledo, antes mesmo da conciliação, o advogado de Sheislane já queria que ela se retratasse. “Nós ali decidimos juntos que a melhor maneira seria a retratação por parte dela. Não haverá indenizações financeiras ou algo do tipo porque nós já queríamos mesmo a retratação para não levar o caso adiante e encerrar este ciclo. Eu propus que ela usasse os mesmos meios que usou para me denegrir no passado em sua retratação”, disse a miss, lembrando ainda que Hayalla irá postar o texto de retratação em todas as redes sociais e que também irá mandar e-mails para a imprensa e informar o fato.

Para a miss, não existe mágoa. “Não existe mais raiva, nada disso. Acho que o momento passou, foi superado mesmo. O meu foco sempre foi o Miss Brasil desde o início. Não tem porque eu ficar me remoendo e pensando nas coisas que foram feitas e já passaram”, diz Carolina. Em entrevista ao BUZZ no mês de fevereiro, a assessora pessoal de Carolina, Nadja Toledo, revelou que Sheislane seria processada criminalmente por difamação e vias de fato (agressão física que não resulta em lesões corporais). 

O texto


A assessoria de imprensa de Hayalla informou, em nota, o conteúdo presente no texto de retratação de Sheislane, que deve ser postado em até 24 horas em redes sociais como o Instagram, Facebook e Twitter. “No intuito de resolver a presente situação e evitar a continuidade do processo criminal, bem como ter compreendido a questão penal da difamação, percebo que eu tenha extrapolado na forma como exteriorizei as informações que obtive durante a jornada do concurso”, diz o documento.

O texto complementa: “Portanto, gostaria de me retratar por qualquer difamação dirigida à Carolina, pois naquele dia eu poderia ter utilizado meios legais ao invés de expor um nome ao público. Retrato-me também, com relação às vias de fato, onde retirei abruptamente a coroa da cabeça da vítima quando da coroação no concurso, causando-lhe assim, um grande constrangimento”, finaliza a nota. A assessora de Sheislane, Cláudia Magalhães, informou também que o episódio, por parte de Hayalla, também já foi superado. “Agora vem um tempo novo na carreira dela. Sheislane está estudando cinema e TV. Está contratada pela Colírio Girl WebTV e com muito trabalho”,  coloca.



Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.