Segunda-feira, 20 de Janeiro de 2020
ARTE

Casal de artistas Buy Chaves e Helen Rossy realizam exposição 'Duo', em Manaus

Eles possuem trabalhos artísticos distintos, que ficarão disponíveis para visitação até o início do próximo mês, na loja 2013/202, no Millennium Shopping, ao lado dos Correios



ARTE11.jpg
11/06/2017 às 05:00

O casal de artistas Buy Chaves e Helen Rossy respira arte. Residentes do município de Novo Airão (localizado a 115km de Manaus), eles estão exibindo suas obras na exposição "Duo", que começou na última terça-feira (6) e vai até o início do próximo mês, no Millenium Shopping, loja 2013/202, ao lado dos Correios. O acesso é gratuito.

As obras de Helen fazem parte da exposição "Palafit's", inspirada nas casas de caboclos e sua engenharia poética. "A série Palafit's surge de uma pesquisa que fiz em Novo Airão, onde retornei para lá há três anos numa espécie de expedição pelos rios, queimadas que encontro, e vou reaproveitando essa madeira. São madeiras nobres, da nossa região que foram descartadas”, conta a artista. “Pra mim, o prazer é perpetuar essas madeiras que já foram majestosas, em forma de arte”, complementa.



Uma das características da “Palafi’s” é a essência das madeiras, sem alteração de produtos externos. “Eu quis deixar elas mais na sua textura original, com o brilho natural da madeira. Todas as peças não contém nenhum processo químico, são todas hidratadas com óleo de copaíba pra deixar o material mais natural possível”, ressalta Helen.

De acordo com Helen, treze peças estão expostas no local, elaboradas a partir de restos de barcos, construções navais, resíduos dos rios e restos de madeiras descartadas de casas de ribeirinhos. Para ela, a região em si é sua maior inspiração. “Minha inspiração da natureza, navegações pelos rios e acredito que isso me traz lembranças. Morar em Novo Airão é fundamental para o meu processo criativo”, afirma a artista.

Casados há de 27 anos, essa é uma das poucas vezes que eles expõem juntos. Segundo Helen, apesar do enlace entre os dois, os artistas produzem suas obras de maneiras distintas, sem a interferência de ambos. “A exposição tem um significado importante, pois eu e Buy respeitamos o trabalho do outro, nos damos força, mas cada um desenvolve seu trabalho na sua essência”, diz.

Segundo a coordenadora de marketing do Millennium Shopping, Elizandra Xavier, essa é uma oportunidade para o público conhecer gratuitamente o trabalho de alguns dos mais representativos artistas da região. “Além disso, também será uma chance para os profissionais estarem mais próximos ao público e ainda comercializarem suas obras”, disse.

Sobre os artistas

Nascido em Santa Catarina, Buy consolidou sua carreira de artista no Amazonas. Autodidata, ele se tornou reconhecido por suas pinturas influenciadas pelo ambiente e pelo povo amazônico. Com seu inconfundível estilo de cores e formas, ele conta histórias em suas telas reunidas na coleção que denominou “Antologia do Futuro”, onde brinca com as datas das obras no amanhã, dando uma perspectiva atemporal.

Já Helen, nascida no Amazonas, é conhecida por suas esculturas e móveis feitos a partir de material da natureza, como troncos e galhos caídos. A ligação com a natureza e vivências pessoais são a matéria-prima da arte de Helen.


Mais de Acritica.com

20 Jan
trans_8C3DB8BB-BCF9-43E8-B068-3BED79D3DBF5.JPG

Mutirão retifica nomes e assegura identidade de travestis e transsexuais

20/01/2020 às 20:27

Como o procedimento feito diretamente no cartório não é tão simples (a lista de documentos exigidos é extensa) e nem sempre é barato (custa em média entre R$350 a R$ 400), a ação visa não somente facilitar a vida das pessoas transexuais que desejam alterar o nome e gênero de registro em sua documentação de nascimento, como também vai acompanhar e custear a certidão de tabelionato de protestos


Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.