Publicidade
Entretenimento
Vida

Casas especializadas em comidas congeladas estão ampliando seus leques de opções

Pra quem for tentar congelar os alimentos em casa, a nutricionista Vilma de Aquino lembra que é preciso muito cuidado para não ocorrer contaminação bacteriana 05/03/2013 às 08:49
Show 1
As refeições congeladas são uma ótima opção não só para aquelas ocasiões em que bate uma preguiça, mas também para o cardápio diário
Luciana Santos Manaus, AM

Na linha tradicional, os clientes podem escolher pratos à base de carne, aves, peixe e massas, além de risotos, acompanhamentos e sobremesas. Na linha executiva, como o nome indica, os pratos já vêm “formados”. E há ainda a linha mais recente, com refeições lights. Esta última possui um serviço adicional para auxiliar quem precisa emagrecer.

“Com a dieta Telu, você pode adquirir um cardápio mensal com pratos de 800 calorias no almoço e jantar. Nas embalagens estão impressas as informações nutricionais e quantidade de calorias e vale ressaltar que todos os pratos da Telu são livres de conservantes”, afirma a proprietária Selma Biason.

Futuro

A nutricionista Ângela Targino diz que o consumo de comida congelada é uma tendência mundial e que o método de conservação é o melhor dentre os existentes.

“As comidas congeladas são o futuro. Ninguém questiona as propriedades do alimento in natura, mas para conservação, o congelamento é o melhor método”, afirma. E foi pensando nesse “futuro” e também com base na experiência que obteve em ambulatório que Ângela fundou há três anos a Nutrir, empresa do segmento de congelados que possui linhas que se destacam por atender públicos específicos como, por exemplo, vegetarianos e pacientes bariátricos (que passaram por cirurgia de redução de estômago).

Há também cardápios lights para quem precisa perder peso ou possui problemas como diabetes, hipertensão, colesterol elevado, dentre outros.

A Nutrir oferece ainda refeições preparadas com ingredientes da culinária regional como, por exemplo, a Posta de pirarucu com molho de camarão e Arroz à grega ou a Moqueca de Aruanã.

“Como nutricionista eu percebia que a pessoa muitas vezes tinha a necessidade de mudar seus hábitos alimentares, mas não queria deixar de comer o peixinho dela, aquela comida regional, então criamos pratos mais leves, com poucas calorias, que pudessem atender essas pessoas. Assim criamos também a linha de doces diet e de lanches”, conta a empresária.

Feito em casa

Pra quem for tentar congelar os alimentos em casa, a nutricionista Vilma de Aquino lembra que é preciso muito cuidado para não ocorrer contaminação bacteriana. Ela ensina a técnica chamada de branqueamento, que funciona da seguinte forma: lave bem o alimento, mergulhe em uma panela com água fervente de 2 a 6 minutos, leve imediatamente a um recipiente com água gelada por 2 a 6 minutos, escorra com o auxílio de uma peneira e, por fim, espalhe em um recipiente plano e leve ao congelador.

Diário

Práticas, saborosas e balanceadas, as refeições congeladas são uma ótima opção não só para aquelas ocasiões em que bate uma preguiça, mas também para o cardápio diário

Pontos

1 - Quem tem intimidade com a cozinha e decidir optar por congelar os alimentos em casa precisa estar atento a certos detalhes para que eles não percam nem os nutrientes, nem o sabor. Verifique a temperatura do seu freezer, que deve estar regilada a pelo menos -18°C

2 - Tempere os pratos suavemente, pois o congelamento realça o sabor. Modere principalmente no sal. Guarde a comida em embalagens próprias para congelar: potes de plástico, pirex ou travessas com tampa que vedem bem.

3 - Organize os congelados mais antigos à frente para que sejam consumidos antes. Ocupe, no máximo, três quartos da capacidade do seu congelador ou freezer. Se o espaço estiver totalmente lotado, o ar não circula.

4 - Congele frutas, legumes e verduras e grãos espalhados sobre bandejas ou assadeiras. E coloque-os em sacos limpos depois de congelados. Coloque salsinha, hortelã e outras ervas batidinhas em fôrmas de gelo, cubra com água e congele.

5 - Guarde os cubos em sacos plásticos e retire os cubos aos poucos, sempre que precisar.

6 - Guarde os alimentos em porções individuais e nunca em grandes porções, pois uma vez que o alimento é descongelado, não pode voltar ao freezer

7 - A melhor forma de descongelar os alimentos mantendo suas características originais de sabor e consistência é ir descongelando lentamente na geladeira, em temperaturas entre 1 a 5°C.

Serviço

o que é: Nutrir Refeições

onde: Av. Ayrão, 756, Praça 14 –

Informações: 3233-6226

o que é: Telu Congelados

onde: Rua Pará 185, Vieiralves

Informações: 3584-4112

 

Publicidade
Publicidade