Publicidade
Entretenimento
Vida

Celdo Braga em parceria musical com ‘Os Tucumanus’

Participação do compositor do Imbaúba em gravação de EP inaugura parceria com a banda  29/03/2013 às 07:59
Show 1
Denilson Novo com Celdo Braga e Bruno Prestes (à dir.)
rosiel mendonça ---

Em breve, a banda Os Tucumanus vai colocar na praça seu mais novo material fonográfico, o EP “Rumo à Via Láctea”, disco promocional que vem para anunciar o segundo álbum da banda, a ser gravado até o fim do ano. Atualmente em fase de masterização no Studio Vault, em Nova York, o compacto terá sete faixas e vai ser um mix de músicas do primeiro disco, “Regional Experimental”, e canções que vão ganhar seu primeiro registro em estúdio, como “Chuveiro natural”, “A boca da caboca” e “Serpenteia”.

“Rumo à Via Láctea” também vai trazer uma participação especial, a do poeta e compositor Celdo Braga, líder do grupo Imbaúba. Amigo pessoal do guitarrista Denilson Novo da época em que ele apresentava o programa “Zappeando”, o músico foi convidado para entoar a ladainha que introduz a faixa “Serpenteia”.

“Queríamos uma voz que representasse o caboclo em sua essência. Além disso, o Celdo é um parceiro fenomenal, um cara que admiramos muito”, disse Novo, adiantando que a parceria deve se estender para os trabalhos futuros.

Por sua vez, Braga é um fã declarado do som dos Tucumanus. “Acho muito importante a proposta que eles lançaram, a de valorizar o som daqui, mas com um tônus universal. O Imbaúba é um grupo que me deu essa abertura para a música de todos os ritmos, por isso é uma alegria estar inserido nesse trabalho e poder estabelecer uma ponte de comunicação com eles”, declarou o poeta.

Para o guitarrista, o encontro entre as duas gerações de músicos que cantam a Amazônia é a prova de que é possível dividir um mesmo “quintal”. “Apesar de termos uma levada mais rock’n’roll e ele representar essa vertente da música orgânica, temos temáticas e letras em comum, além do modo de ser”, complementou.

SOM TURBINADO

O grande diferencial do EP será a qualidade no registro das músicas, em comparação com o álbum de 2006. Desta vez, o trabalho contou com o reforço do produtor musical e líder da banda Several, Bruno Prestes, que contribuiu na formatação dos novos arranjos e pesquisa de timbres.

“É um trabalho que a gente precisava fazer, até para divulgar melhor nosso trabalho e distribuir as músicas nas rádios”, explicou Denilson Novo. A novidade vem em boa hora, já que a banda amazonense foi escalada para tocar no Amazônia Festival, em Portugal, no início do mês de junho.

A banda convidou Prestes para participar do projeto depois que os músicos tiveram contato com uma demo da Charlie Perfume, também produzida por ele. Para o EP dos Tucumanus, o produtor foi buscar referências no disco “Blood Sugar Sex Magik”, lançado pela banda estadunidense Red Hot Chili Peppers em 1991.

“Propus uma pausa para que todos pensassem no que eles pretendiam com esse disco, e as coisas foram acontecendo no estúdio. Tenho certeza que a identidade da banda, de um ponto de vista técnico, ficou mais definida depois disso tudo”, concluiu Prestes.


Publicidade
Publicidade