Publicidade
Entretenimento
Gourmet

Celebre o Dia Internacional do Sushi fazendo a iguaria em casa

Apaixonados pelo quitute japonês, amazonenses mostram que não é preciso ser sushiman para fazer a receita 19/06/2016 às 17:33
Show sushi
Prato japonês é sucesso no mundo todo e, em Manaus, muitas pessoas já aprenderam a fazer
Natália Caplan Manaus (AM)

Peixe cru, com arroz branco e alga marinha. Essa descrição pode soar nada agradável para algumas pessoas, mas é a base de uma das receitas mais famosas da culinária japonesa saboreada no mundo todo. E, inspirado no Dia Internacional do Sushi, comemorado ontem, o VIDA & ESTILO encontrou amazonenses não só apaixonados pelo rolinho, mas que decidiram aprender a fazer o quitute na cozinha de casa.

O analista de recursos humanos Rônisson Oliveira dos Santos, 36, está na lista dos aspirantes a “sushiman”. Ele decidiu fazer um curso básico para dar um toque especial às reuniões em família ou para receber amigos nos fins de semana. Não importa a ocasião — assistir ao clássico de futebol, luta do Ultimate Fighting Championship (UFC), ou aniversário de criança — toda festa tem que ter a delícia oriental.

“Como gostamos bastante de comida japonesa e queríamos baixar os custos com rodízio, fiz um curso de duas semanas, onde aprendi o básico, em 2013. Quando nos reunimos, cada um colabora na compra do material. Somos seis irmãos, mais meus pais, cunhados e cunhadas. Com uma valor médio de R$ 30 por cabeça, dá para comprar bastante”, diz, ao ressaltar a cota média para servir até 15 pessoas (8 unidades individuais).

A empreitada deu tão certo, que virou uma opção de renda extra no orçamento chamada de “Maloca Nipônica”. Quando não está na empresa onde trabalha, no Distrito Industrial, ele faz encomendas e entrega para vizinhos e conhecidos que moram no conjunto Jardim Versalles e adjacências. Ele, inclusive, incentiva quem não tem o costume de comer comida japonesa a experimentar aos poucos, começando pelo Hot Butterfly (camarão).

“O pessoal elogiava muito e me incentivou a vender. Agora, fazemos entrega e estamos arrumando a nossa casa para abrir o negócio. Quando a pessoa não conhece, tem receio de comida crua. Para começar, o ideal é o frito (hot) de camarão. Com o tempo, ela aprimora o paladar e experimenta outras opções, como polvo e lula”, afirma, ao revelar preferência pelo cru. “Quem faz sempre, fica meio enjoado com fritura”, explica.

Descoberta

Diferentemente do analista de RH, Hawyne Martins, 22, não gostava de sushi. Entretanto, com a presença do prato em praticamente todos os eventos da família, acabou se descobrindo um amante do sushi cru. Pouco tempo após se tornar fã da culinária do Japão, decidiu pesquisar na Internet como fazer os rolinhos e pediu ajuda de um amigo para inovar nas reuniões da turma.

“Meus amigos gostam muito e decidimos nos reunir para comer juntos. Virou algo rotineiro. Às vezes, era comemoração de aniversário de alguém do grupo, ou se tinha um jogo de futebol, ou simplesmente para se confraternizar e ficar conversando. Era de 20 a 30 pessoas em cada evento, ajudando no valor. A galera come muito, vira tipo um vício”, diz aos risos.

Ainda segundo ele, é impossível saber exatamente quantas unidades de sushi são feitas — entre o tradicional e o frito — por encontro, que chegou a se tornar uma tradição mensal. Até a namorada do universitário, revelou, se rendeu ao “petisco” e pede para ir ao restaurante, quando o fim de semana do grupo está longe.

“Nos reuníamos para comer sushi, pelo menos, uma vez ao mês com o pessoal da igreja, mas nunca parei para contar. Fazíamos o cru e o hot, porque nem todo mundo gosta do cru, principalmente quem está começando a comer agora. Minha namorada também não gostava e, de tanto andar comigo, agora pede para eu fazer ou sair para comer”, finaliza.

SAIBA +

Antigamente, no Japão, os peixes para serem transportados para outros lugares eram conservados no arroz cozido. Os japoneses sabiam que o arroz liberava o ácido acético e láctico que garantiria a qualidade por mais tempo. Antes, o arroz era descartado, mas com o passar do tempo, técnica foi transformando-se num prato. Finalmente, o peixe e o arroz com vinagre passaram a contar com o shoyu, enriquecendo ainda mais o seu sabor.

DESTAQUE

No dia 18 de junho os descendestes japoneses que vivem no Brasil comemoram duas datas especiais: o Dia Nacional da Imigração Japonesa e o Dia Internacional do Sushi. Esta última foi inventada pelo proprietário da página do Facebook “Sushi”, Chris DeMay, e passou a ser comemorado no País desde 2009.

BLOG Lorena Leão, 23, psicóloga

Logo que abriram as temakerias em Manaus, todos queriam comer sushi e eu achava super estranh. Comecei a entrar nesse mundo por meio de amigos, comendo primeiro os hots (fritos). Me apaixonei pelo sabor e logo já estava viciada comendo até sashimi de salmão (risos) Como amo culinária, decidi me arriscar e preparar meu próprio sushi. Assim, poderia fazer do jeitinho que eu gosto e juntar os amigos. Sem contar que sairia muito mais barato do que cada um pagar rodízio. Aprendi tudo na internet, com dicas de vários sites e fui testando para conseguir deixar do jeito que eu gosto. No final, sucesso total! Todos amaram e, sempre que tenho um tempo, faço a noite do sushi em casa.

Receita: Arroz de Sushi

Ingredientes:

- 1 xícara de arroz japonês;

- 1 xícara de água;

- 1 colher de chá de sal;

- 1 colher de sopa de açúcar;

- 2 colheres de sopa de vinagre suave.

1. Preparo:

O arroz deve ser bem lavado até que a água fique transparente. Repita quantas vezes for necessário. Deixe o arroz de molho entre 30 e 45 minutos conforme a temperatura ambiente. Numa panela coloque o arroz e a água em fogo médio com a tampa. Quando o arroz ferver, deixe em fogo alto por 1 minuto; Em seguida, com fogo baixo, deixe cozinhar por 15 minutos. Apague o fogo e deixe o arroz com a panela tampada descansar por 10 minutos.

2. Tempero: Num recipiente pequeno adicione o sal, açúcar e o vinagre, misturando-os até que o sal e o açúcar dissolvam-se. Em um recipiente de vidro ou madeira coloque o arroz, acrescente o tempero e com uma colher de madeira ou plástico misture com movimentos circulares e de corte. Após a mistura o arroz deve ser mantido coberto com pano úmido.

Receita: Sushi Hot Especial

Ingredientes:

- 200g de Salmão cru (triturado)

- 1 pacote de Nori (Alga) – 1 pacote

- 1 pacote de Kani

- 1 pote de Cream cheese

- 1 maço de Cebolinha

- Molho Tarê (a gosto)

- Gergelim torrado (a gosto)

Preparo: Espalhar o arroz sobre o nori (alga), colocar o salmão e o kani sem apertar muito. Enrolar com cuidado até o final. Empanar o rolo em massa e farinha panko. Fritar em óleo quente. Cortar em 10 unidades e finalizar colocando o salmão e a cebolinha batidos, molho tarê e, por último, o mix de gergelim em cima de cada unidade. Servir e consumir rapidamente.

Dica: Trabalhar com produtos com procedência e frescos. A farinha do empanamento também é importante para dar “crocância” ao produto.

Publicidade
Publicidade